Connect with us

Pensar Verde

A nova carne chegou!

Segundo o IBGE, o nosso rebanho é composto por mais de 200 milhões de cabeças

Publicado

em

O Brasil é o maior exportador de carne no mundo. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o nosso rebanho é composto por mais de 200 milhões de cabeças, 1/5 do total do mundo. Estudos apontam que esta atividade é responsável pela emissão de pelo menos 50% dos gases-estufa com destaque para o gás carbônico (CO2) e o metano (CH4). Desmatamento, queimadas, digestão dos animais, transporte da cadeia de produção e insumos são os motivos de tamanha poluição. Mas como mudarmos os nossos hábitos alimentares? Temos um caminho de transição sendo construído.

Embora tenhamos um grande número de pessoas que não se alimentem de carne, os veganos ainda não conseguem superar em números os carnívoros. A ciência tem dado a sua contribuição para esta discussão fornecendo alternativas que impactem menos na vida de nosso planeta. A carne cultivada tem uma história de quase duas décadas de pesquisa em laboratórios e possui desafios que incluem a simulação de atributos nutricionais, textura, sabor e sensação na boca de produtos de carne de origem animal. 

Um dos argumentos positivos deste alimento é que esta carne pode gerar até 90% menos gases do efeito estufa, 10% da terra e água e metade da energia necessários para produção de carne convencional. Embora ainda não hajam estudos sobre o assunto, empresas do ramo também afirmam que o seu trabalho diminuirá o número de doenças alimentares. Podemos dizer que o desenvolvimento da agricultura celular – tecnologias baseadas em engenharia de tecidos e cultura de células – com o objetivo de cultivar produtos de carne celular e acelular in vitro pode ser uma grande alternativa ambiental, econômica e social para o planeta. 

A carne cultivada tem sido frequentemente anunciada como uma bala de prata para resolver os problemas ambientais causados ​​pela produção de gado. A resposta a pergunta se isso poderia melhorar substancialmente a sustentabilidade dos sistemas de produção de alimentos depende de muitos fatores como a economia e eficiência de recursos, o impacto ambiental total da produção de uma unidade de carne cultivada precisaria ser menor do que a carne produzida convencionalmente e a tecnologia de produção exigiria aprovação e supervisão legal e regulatória. Este deve ter sido o seu primeiro contato com este tema mas com certeza não será o último. A nova carne chegou!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.