conecte-se conosco

Maçonaria

20 de agosto, Dia do Maçom

Desde 1957 a Maçonaria brasileira celebra anualmente em 20 de agosto o Dia do Maçom

Publicado

em

Desde 1957 a Maçonaria brasileira celebra anualmente em 20 de agosto o Dia do Maçom, data tradicionalmente marcada por homenagens a integrantes da própria maçonaria ou outras pessoas que se destacam na sociedade por ações reconhecidamente de acordo com os fins supremos da Ordem Maçônica, a liberdade, a igualdade e a fraternidade.

O dia 20 de agosto de 1822 é oficialmente reconhecido como aquele em que o jornalista carioca e maçom Joaquim Gonçalves Ledo apresentou o seu “Manifesto dos Brasileiros” durante uma sessão conjunta das Lojas Maçônicas “Comércio e Artes”, “União e Tranquilidade” e “Esperança de Niterói”. 

Poucos dias antes do Grito do Ipiranga, a Maçonaria encampava palavras fortes como estas do Manifesto: “Não ouça entre vós, outro grito que não seja união! Do Amazonas ao Prata não retumbe outro eco que não seja – Independência! Formem todas as nossas províncias o feixe misterioso, que nenhuma força pode quebrar”.

No dia 25 de agosto próximo o Grande Oriente do Brasil – Paraná, ao qual está federada a Loja Perseverança de Paranaguá, reabrirá a tradicional Loja Especial Duque de Caxias, em Sessão Magna de Caráter Cívico Pública (desta vez realizada “online” devido às restrições da pandemia), para comemorar o Dia do Maçom e também homenagear o Exército Brasileiro, no dia do seu patrono, o Marechal Luís Alves de Lima e Silva, valoroso militar e maçom emérito.

Um pouco de luz

Os maçons se reúnem em Lojas, nome com origem no termo inglês “lodge”, no sentido de “casa”, “abrigo”, “alojamento”. Para ser considerada Regular, uma Loja Maçônica deve, entre outros requisitos, estar federada a uma Potência, que por sua vez deve receber, e manter, o reconhecimento por parte de uma Obediência Internacional. Sem que isso ocorra, diz-se que a loja e seus membros são “espúrios”. 

As diferenças entre as Potências são mais de ordem política e administrativa e relacionadas às linhas originais que seguem (inglesa ou francesa, por exemplo), pois todas adotam os mesmos princípios maçônicos e todos os seus integrantes consideram-se Irmãos. No Brasil somente são Regulares as Lojas que estejam vinculadas aos Grandes Orientes estaduais que compõem o Grande Oriente do Brasil (GOB), às Grandes Lojas que constituem a Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB) ou aos Grandes Orientes Independentes integrantes da Confederação Maçônica do Brasil (COMAB).

Em Paranaguá são regulares e atuantes a Loja Perseverança (federada ao Grande Oriente do Brasil – Paraná – GOB-PR), a Loja Fraternidade e Paz (jurisdicionada à Grande Loja do Paraná – GLP) e as Lojas Cavaleiros de Salomão e Gonçalves Ledo (federadas ao Grande Oriente do Paraná – GOP).

Dúvidas sobre a Maçonaria? Encaminhe sua pergunta para esta coluna no e-mail: [email protected] .

Responsável: – Loja Maçônica Perseverança – Jorn. Fernando Gerlach (DRT-PR nº2327)

Em alta