conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

Da “escola das primeiras letras”, ao Dia do Professor

O Dia do Professor foi comemorado no Brasil no dia 15 de outubro, data em que no ano de 1827

Publicado

em

Dia do Professor

O Dia do Professor foi comemorado no Brasil no dia 15 de outubro, data em que no ano de 1827, o imperador Dom Pedro I assinou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. O Decreto Imperial determinava que nas “escolas de primeiras letras” do Império, meninos e meninas tivessem currículos diferentes. Em matemática, as meninas teriam menos lições do que os meninos. Enquanto eles aprendiam adição, subtração, multiplicação, divisão, números decimais, frações, proporções e geometria, elas não podiam ver nada além das quatro operações básicas. Nas aulas de português e religião, por outro lado, o conteúdo era o mesmo para meninos e meninas.

Antes do Decreto ser assinado pelo imperador, a proposta que estruturava o ensino primário do Brasil foi discutida e votada na Câmara e no Senado. No Senado, o Visconde de Cayru foi um dos defensores de que o currículo de matemática das meninas fosse o mais enxuto possível. Nas palavras dele, o “belo sexo” não tinha capacidade intelectual para ir muito longe. Além da diferenciação no ensino, as meninas, sequer recebiam diplomas ou certificados, um exemplo disto, fomos achar no livro “Retalhos de uma vida”, escrito por dona Elfrida Marcondes Lobo: “O Colégio São José preparava muito bem as alunas, mas não dava diplomas. Recebíamos no final de cada ano uma medalha de honra e um livro de missa em Latim e Francês ou um livro de L’histoire Sacrée, com uma bela encadernação. Toda a instrução e educação desse colégio era conduzida para a religião, matrimônio, sociedade e família…

Quase 200 anos depois, dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) mostram que apesar de maior participação das mulheres em todos os níveis de ensino os avanços não são suficientes para garantir espaço em áreas consideradas estratégicas para o País, como Engenharias e Tecnologias. Ampliar o incentivo familiar aos estudos e ao ingresso em carreiras ligadas a essas áreas é, ainda, a melhor forma de reverter essa situação. Em contrapartida, o Brasil precisa repensar seu sistema educacional

Referências:

Agência Senado

LOBO, Elfrida M. Retalhos de uma vida. Litero Técnica, 1990. 205 p.

Instituto Alfa e Beto; 10/03/2016: O Brasil tem que repensar seu sistema educacional; Disponível em: < https://www.alfaebeto.org.br/2016/03/10/ /> ; Acesso em 22/10/2020.

Almir Silvério da Silva

Diretor do Museu da Imagem e do Som- biênio 2019-2020

Publicidade






Em alta