conecte-se conosco

Centro de Letras

Onça e Pedregulhos

No início de 1946, após Dutra assumir a presidência do país, Clotário deixou o governo paranaense e outro interventor foi nomeado

Publicado

em

Lazer e Pobreza

No início de 1946, após Dutra assumir a presidência do país, Clotário deixou o governo paranaense e outro interventor foi nomeado, Brasil Pinheiro Machado. Para desespero dos antigetulistas, Paulo Cunha reassumiu a intervenção municipal de Paranaguá. Apesar da pouca Democracia, o período era de resistência trabalhista e greves pelo país. Em Paranaguá, os padeiros cruzaram os braços reivindicando um aumento de 35%, mas os patrões ofereciam apenas 15% de reajuste salarial. Segundo o jornal “Diário do Paraná” de 06 de fevereiro, “Paranaguá está sem pão!”, entretanto a população apoiava os grevistas “porque é sabido o grande lucro que os proprietários de padarias obtêm em seu rendoso negócio”.

Se durante a Era Vargas a mídia não podia reclamar muito, após a deposição de Getúlio isso aparentemente mudou. Pelo menos no que diz respeito ao interventor Paulo Cunha. No “Diário da Tarde” de 24 de maio de 1946, Roberto Barrozo conta como descobriu através de Alberico Figueira que havia um parnanguara envolvido na criação do “Correio Paulistano”: Joaquim Roberto de Azevedo Marques. Paulo Cunha deveria batizar alguma rua da cidade com o nome de Joaquim e se caso não fizesse, ameaçava Barrozo, poderiam construir a estátua do prefeito Cunha “no meio do parque zoológico da Praça João Gualberto, para ser ele devorado por aquele maleitoso jacaré que nunca cessa de dormir”.

Em 12 de junho de 1946, o jornal “O Dia” publicou um artigo de Eloy de Montalvão. O autor iniciava comentando sobre a onça do zoológico da Praça João Gualberto (alimentada por um zelador que supostamente desviava parte da carne reservada ao felino), para acusar as padarias de desviarem o trigo fornecido pelo governo e venderem “petardos de fubá com farelo de centeio e raspa de pedregulho”.

Por Alexandre Camargo de Sant’Ana

Continuar lendo
Publicidade

Em alta