Connect with us

Centro de Letras

Luz no Porto

Por conta do fortalecimento da atividade portuária e de seu poder de atração social, alterando assim a direção tradicional da expansão urbana, Paranaguá passou por transformações que acabaram atingindo o banhado da Fonte Nova,

Publicado

em

Por Alexandre Camargo de Sant’Ana

Por conta do fortalecimento da atividade portuária e de seu poder de atração social, alterando assim a direção tradicional da expansão urbana, Paranaguá passou por transformações que acabaram atingindo o banhado da Fonte Nova, situado entre a cidade e o Porto D’Água. Entretanto, apesar da retirada da Cruz do Pica-Pau em 1904 e do prolongamento da Rua Silva Lemos (hoje Hugo Simas), resultando na atual Avenida Gabriel de Lara, a região da futura Praça João Gualberto permaneceria um pântano por quase uma década.

Um fator essencial ao desenvolvimento do porto (e por consequência para o crescimento da cidade em direção à região da futura praça) foi a energia elétrica. Paranaguá contava com eletricidade gerada em uma usina a vapor – cuja caldeira funcionava com a queima de madeira – desde 1903. Todavia era necessário energizar o Porto D’água e o Rocio, ainda iluminados por lampiões a querosene. Por conta disso, em dezembro de 1904: “os emprezarios da illuminação electrica […] contractaram a compra de nova machina, com a força suficiente”. Como de costume, os serviços atrasaram. Apenas em junho de 1905 o material chegou da Europa e apesar de um artigo de 21 de julho afirmar que o gerador estava pronto e funcionando com força total, em meados de setembro a inauguração da luz no Porto Dom Pedro II continuava uma promessa.

Não descobri quando exatamente a luz chegou naquela região, mas a demora abalou o relacionamento da empresa com o Executivo Municipal. O prefeito Theodorico convenceu a maioria dos vereadores sobre as vantagens “da encampação da usina” já em dezembro de 1905, entretanto a municipalização ocorreu somente em 1907, quando a nova área portuária já estava iluminada, desenvolvendo-se rapidamente e atraindo fortemente a cidade em sua direção.