Connect with us

Ciência e Saúde

Vacina contra o sarampo consta no Programa Nacional de Imunização

População deve manter a carteira de vacinação atualizada devido ao surgimento de casos no Estado de São Paulo. (foto:divulgação)

Publicado

em

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), a cobertura vacinal contra o sarampo no litoral do Paraná foi de 56,49% em 2018, enquanto o indicado pelo Ministério da Saúde é 95%. Por enquanto, não há campanha de vacinação prevista como ocorre no Estado de São Paulo, que vem registrando casos da doença. A Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) está disponível durante todo o ano nas unidades de saúde, já que consta no Programa Nacional de Imunização.

O início da notificação compulsória da doença no Brasil foi em 1968. No mesmo ano, a vacina passou a ser disponibilizada na rede pública de saúde. O grande surto no Paraná foi em 1998, com 873 casos confirmados e um óbito. O último caso de sarampo confirmado no Paraná foi em 1999, em São José dos Pinhais.

Um indivíduo pode transmitir a doença para até 10 pessoas

A Tríplice Viral faz parte do calendário de vacinação e está disponível de forma gratuita nas unidades de saúde.

“As doses de vacina estão disponíveis em todas as unidades de saúde dos municípios para crianças a partir de um ano até adultos de 49 anos, conforme o calendário vacinal”, informou, em nota, a Sesa.

DOENÇA DE FÁCIL TRANSMISSÃO

O contágio é muito maior que o da gripe, sendo que um indivíduo pode transmitir a doença para até 10 pessoas. “É uma doença altamente contagiosa, viral, de fácil transmissão pelo ar através da fala, da tosse, do espirro, com uma facilidade muito grande. A doença provoca febre alta no início, coriza, congestão e conjuntivite. Depois de três a quatro dias começam a aparecer manchas vermelhas no corpo”, disse o coordenador da Divisão de Doenças Transmissíveis da Sesa, Renato Lopes.

O Brasil perdeu o certificado de área livre de sarampo após identificar mais de 10 mil casos em 2018. Segundo o Ministério da Saúde, sete Estados têm maior gravidade, entre eles Rio de Janeiro e São Paulo, sendo que este lidera o ranking com 633 casos.

“Isso nos traz uma preocupação pela proximidade e a circulação de pessoas entre São Paulo e Paraná, são aviões, ônibus e carros circulando todos os dias”, afirmou Lopes.

ORIENTAÇÃO A PROFISSIONAIS DE SAÚDE

A Sesa tem realizado reuniões com profissionais das 22 Regionais de Saúde do Estado para esclarecer sobre as medidas preventivas e o diagnóstico precoce do sarampo. “O Governo do Paraná está em alerta, reforçando as orientações para que os profissionais das nossas unidades estejam atentos e mantenham a agilidade necessária diante de possíveis casos. Nossa ação neste momento é de prevenção”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ela ainda esclareceu que hoje o Paraná não tem casos confirmados de sarampo, mas a doença é altamente contagiosa. “Sabemos que cinco pessoas com suspeita da doença, vindas de São Paulo, passaram pelo nosso Estado; então temos que discutir estratégias de prevenção e reforçar as informações junto às áreas técnicas”, explicou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.