Connect with us

Ciência e Saúde

Oftalmologista alerta: Smartphones podem trazer prejuízos à visão das crianças

Nas últimas décadas, o número de míopes cresceu de forma considerável

Publicado

em

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é para que crianças de até cinco anos de idade não passem mais de 60 minutos por dia em atividades passivas diante das telas. Já bebês, com menos de 12 meses de vida, não devem passar nem um minuto na frente de dispositivos eletrônicos. As orientações fazem parte da conscientização da agência da ONU sobre sedentarismo e obesidade.

Além do alerta para a obesidade infantil, um outro problema que tem sido observado é o prejuízo na visão das crianças. O médico oftalmologista, Dr. Sidarta Keizo Hossaka, disse que já há estudos que indicam que a miopia será um problema cada vez mais frequente, grande parte em função do uso constante de smartphones e outros dispositivos eletrônicos.

“Estima-se que, em 2050, metade da população será míope, pelo aumento tão crescente da miopia nos últimos anos. Está associado mais comprovadamente com esse aumento a genética e a forma com que a criança usa a visão. Usar a visão por muitas horas, no caso em um celular, aumenta a incidência da miopia e a velocidade de progressão dela”, alertou o Dr. Sidarta.

Ou seja, quanto mais cedo começa a utilizar o aparelho, mais problemas a pessoa pode ter durante o crescimento. “Quanto mais cedo começa, mais anos a criança vai ter para aumentar o grau. O grau vai estabilizar depois dos 20 anos. Isso aumenta o risco de problemas maiores como catarata, glaucoma, doença de descolamento de retina, isso tudo é mais comum em alto míope”, completou o oftalmologista.

MENOS ATIVIDADES AO AR LIVRE, MAIS MIOPIA

Segundo informações da BBC News, a miopia está em ascensão, relacionada à diminuição das atividades ao ar livre pelas crianças. Nas últimas décadas, o número de míopes cresceu de forma considerável. Ela alcançou níveis epidêmicos no leste da Ásia, em Cingapura, Taiwan e Coreia do Sul, onde cerca de 90% dos jovens de 18 anos são míopes atualmente. Na Europa, o percentual de jovens adultos, na faixa de 20 anos, que têm miopia pode chegar a 40%.

“Outra coisa que está associada ao aumento da miopia é a falta de atividades ao ar livre. Existem estudos indicando que as crianças não fazem atividades ao ar livre, o que é muito comum pelo uso do celular. É indicado de uma a duas horas de atividade ao ar livre”, indicou o Dr. Sidarta.

A luz azul, emitida pelos equipamentos eletrônicos, pode prejudicar a visão a longo prazo. “A luz azul tem efeito nocivo para a retina a longo prazo. Pode danificar as células da retina e aumentar o risco de doenças. A luz azul está presente em várias coisas, o sol é a principal fonte de luz azul, por isso sempre tivemos exposição a ela, mas no ambiente interno seria no celular, televisão, computador e tablet”, concluiu o oftalmologista.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.