conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Campanha de vacinação contra a dengue encerra no dia 28 de abril

Procura ainda é baixa nas unidades de saúde em Paranaguá

Publicado

em

Desde o início da campanha de vacinação contra a dengue, dia 20 de março, a adesão tem sido baixa em várias unidades de saúde de Paranaguá. Até a quarta-feira, 4, foram vacinadas no município com a terceira e última dose da vacina, 1.298 pessoas. O número ainda está distante da meta estipulada, 20.187 pessoas de 9 a 44 anos, tendo em vista aqueles que já tomaram a primeira e a segunda doses e precisam agora completar o esquema vacinal. O prazo da campanha encerra no dia 28 de abril.

A Secretaria Municipal de Saúde está realizando a busca ativa com os agentes comunitários na residência do público-alvo. Uma reunião foi feita com a Secretaria Municipal de Educação e com os diretores das escolas municipais para passar orientações e agendar as datas de vacinação nas instituições de ensino. Para isso, as equipes de saúde têm reunido professores, funcionários e pais de alunos para proferir palestra sobre a importância da terceira dose da vacina.

No sábado, 7, os funcionários da unidade de saúde “Norberto Costa”, no bairro Sete de Setembro, na Ilha dos Valadares, farão a busca ativa, durante a manhã e à tarde, daqueles que precisam completar o esquema vacinal. Segundo informações da unidade, a população não está mais tão preocupada com a questão da dengue na cidade.

A unidade de saúde “Evanil Rodrigues”, no Jardim Araçá, informou que a maior parte dos vacinados tem sido alcançada com o trabalho de conscientização nas escolas. Na última semana, as equipes estiveram na Escola Municipal Hugo Pereira Correia e, na próxima semana, estarão na Escola Municipal Leôncio Correia. Diretamente na unidade, a procura é baixa. Já na unidade “Sueli Dutra Alves”, o Caic, no bairro Nilson Neves, desde o início da campanha foram vacinadas somente 16 pessoas.

QUEM DEVE SE VACINAR

A vacina é disponibilizada em todas as unidades de saúde de Paranaguá. Devem se vacinar pessoas de 9 a 44 anos que já começaram o esquema vacinal, ou seja, que já tenham tomado alguma dose.
A superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, Júlia Cordellini, destacou a importância da imunização. “Quem fez a 1.ª e a 2.ª dose, precisa completar o esquema de três doses para ter a proteção e a eficácia que a vacina se propõe a fazer, de 66% de eficácia e efetividade e diminuição de casos graves. Não temos óbito por dengue no Paraná desde abril de 2016. O manejo clínico está também cada vez melhor, exatamente por conta dessas capacitações que mantemos nesses anos. Precisamos que as pessoas concluam o esquema vacinal com a terceira dose, senão essas pessoas não manterão os níveis necessários de anticorpos de forma duradora”, explicou Júlia.
 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta