conecte-se conosco

ADI Paraná

Agora é Lei

Foi vencedor do Prêmio Redes WeGow, um dos mais importantes do país na área de governança eletrônica.

Publicado

em

O aplicativo “Agora é Lei no Paraná”, da Assembleia Legislativa do Paraná e que reúne 270 leis em defesa do consumidor, foi vencedor do Prêmio Redes WeGow, um dos mais importantes do país na área de governança eletrônica. “Nossa ideia foi facilitar o acesso às leis por todos os paranaenses. Priorizamos as leis de defesa do consumidor para que o cidadão possa cobrar seus direitos de forma rápida pelo celular de qualquer lugar. Deu muito certo”, comemora a jornalista Kátia Chagas, diretora de Comunicação da Alep.

Prêmio nacional

“Nossa equipe de comunicação se consagra mais uma vez. As inovações criativas que produzimos nos últimos anos – para aproximar o Parlamento da população – acumulam prêmios nacionais. Uma prova de que estamos no caminho certo. É importante destacar que esse projeto foi elaborado sem custo, só com o talento e a criatividade do nosso pessoal”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB).

Sem imposto

O presidente Jair Bolsonaro desmentiu o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, que anunciou um novo imposto que incidiria até mesmo sobre os dízimos das igrejas.

Bolsonaro em Foz

Os presidentes Jair Bolsonaro (Brasil) e Mario Abdo Benítez (Paraguai) estarão em Foz do Iguaçu no próximo dia 10 de maio para o lançamento da pedra fundamental da segunda ponte entre os dois países, ligando a região do Porto Meira e a cidade paraguaia de Presidente Franco. A construção tem custo previsto de R$ 456,1 milhões e considera as obras da estrutura, desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro.

Micou geral

A manifestação de 29 de abril em Curitiba se esvaziou em Curitiba. A APP-Sindicato chegou a anunciar, antecipadamente, a presença de 10 mil pessoas, mas mesmo com as caravanas do interior, menos que dois mil manifestantes participaram do ato que culminou em frente ao Palácio Iguaçu no Centro Cívico. A sessão na Assembleia Legislativa foi tranquila sem qualquer intercorrência.

Vai ser no diálogo

O deputado Hussein Bakri (PSD), líder do Governo na Assembleia Legislativa, se reuniu com representantes do Fórum das Entidades Sindicais do Paraná. Aos sindicalistas, Bakri reafirmou o compromisso de dialogar com a categoria na busca do entendimento. “Essa é a nova cara do Paraná. Estamos vivendo em um novo momento, que exige conversa e principalmente respeito. Para isso, queremos debater os problemas do Estado com todos os segmentos. Dialogar é sempre o melhor caminho”, afirmou.

Frente parlamentar

O deputado Luciano Ducci (PSB) passou a integrar a Frente Parlamentar da Medicina. "Vamos lutar pela carreira do médico do Estado, matéria da qual fui relator, além de um novo modelo de saúde para o país, que vai desde o SUS até a saúde complementar. Precisamos também garantir maior proteção ao médico da violência no seu local de trabalho, incentivar a formação médica continuada e avaliação profissional, bem como a valorização das especialidades médicas", disse Ducci .

Sessão das Apaes

Mais de 300 representantes das Apaes de todo o Paraná participam hoje da sessão plenária na Assembleia Legislativa. As atividades bem como suas principais considerações acerca dos serviços e do apoio que oferecem às famílias das pessoas com deficiência, serão apresentadas aos deputados paranaenses.

PEC da Previdência

Apesar do otimismo, avaliação do governo é de que a PEC da Reforma da Previdência só será votada no plenário da Câmara dos Deputados no início do segundo semestre. As lideranças do Centrão já avisaram a interlocutores do Planalto que não votam o texto antes do recesso parlamentar de julho.

Lei Antidrogas

O senador Oriovisto Guimarães (Pode) participou da reunião conjunta das Comissões de Assuntos Econômicos e de Assuntos Sociais para votar o projeto de lei muda a Lei Antidrogas. "Um dos pontos é o endurecimento das penas para traficantes, de 5 anos para até 15 anos de prisão. O assunto é extremamente polêmico e a votação foi adiada para o dia 8 de maio", disse.

Instituto Aliança

O Paraná registrou 550 novos casos de hanseníase em 2018. Só em Curitiba, fez 80 vítimas em 2018. Para alertar e combater a doença, foi lançado em Curitiba, o Instituto Aliança contra a Hanseníase, instituição que pretende reunir ciência, filantropia e educação para tirar o Brasil do segundo lugar no ranking de países que contabilizam a doença. A entidade foi fundada pela dermatologista e hansenologista Laila de Laguiche.

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 22 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.