Connect with us

Portos do Paraná

Simulado de atendimento a paciente com Coronavírus é realizado em Paranaguá

Ação integrou equipes da Portos do Paraná, órgãos de segurança e de saúde

Publicado

em

Na tarde de sexta-feira, 21, a Portos do Paraná, em conjunto com órgãos de saúde e segurança do trabalho, realizou um simulado de atendimento a um tripulante de navio com sintomas de contaminação por Coronavírus (COVID-19). As equipes puderam colocar em prática o protocolo de atendimento que vai desde a comunicação do navio ao agente marítimo, passando pelo primeiro atendimento em bordo, remoção do “paciente” para a ambulância e encaminhamento ao leito próprio para esse tipo de atendimento no Hospital.

Após a realização dos procedimentos no navio, o paciente com caso suspeito deverá ser encaminhado ao HRL

Participaram da ação a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), OGMO, 1.ª Regional de Saúde, SAMU e Hospital Regional do Litoral (HRL). Além do comandante da embarcação e da agência responsável envolvida. A Portos do Paraná mobilizou apoio da Guarda Portuária, a Diretoria de Meio Ambiente (DIRAMB) e a Diretoria de Operações (DIOPORT).

O chefe da seção de Segurança e Medicina do Trabalho da Portos do Paraná, Felipe Zacharias, explicou cada etapa do procedimento.

“Fizemos um simulado de um caso suspeito de Coronavírus, todo o teste, desde a detecção pelo comandante do navio, que tem a obrigação de informar os órgãos competentes. Quando ele detecta que há um tripulante que apresenta algum sintoma, informa o agente marítimo responsável, que por sua vez informa a Anvisa, que vai a bordo, verifica se é realmente um caso suspeito. Se enquadrado, a Anvisa comunica o OGMO que faz o primeiro atendimento e faz a regulação do leito junto ao Samu para encaminhamento para o HRL”, detalhou Zacharias.

No Hospital Regional do Litoral há dois leitos destinados a receber pacientes com suspeita de Coronavírus. O objetivo do simulado é entender esse fluxo de atendimento e identificar possíveis falhas que possam haver nesse processo. “A partir de agora iremos fazer uma reunião de fechamento de simulado para ver o que cada órgão anotou e identifica as possíveis falhas e o que pode ser feito para corrigir”, frisou Zacharias.

Um estagiário da Guarda Portuária se voluntariou para se passar pelo suposto “paciente” com suspeita da doença

Guarda Portuária

De acordo com o chefe da Unidade de Segurança Portuária (UASP), major César Kamakawa, o simulado é o momento em que as equipes podem identificar onde pode melhorar. “A participação da guarda em simulados e treinamentos e em todas as ações que tenham a necessidade de interface de todos os órgãos que compõem a Portos do Paraná é de fundamental importância, exatamente para renovar sempre os protocolos de acionamento e atendimento de todos os sistemas envolvidos na área de saúde, segurança e operações”, destacou Kamakawa.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.