Logotipo

Suspeito de homicídio em Santa Catarina é preso em Paranaguá

10 de julho de 2019

Durante a investigação, policiais civis de Santa Catarina apuraram que Manoel poderia estar escondido em Paranaguá.

Compartilhe

Manoel Hiverson da Silva, de 21 anos, suspeito de ser o autor de um homicídio ocorrido em agosto de 2018, na cidade de Penha, litoral de Santa Catarina, foi preso por policiais civis de Paranaguá, no início da noite de terça-feira, 9, na Avenida Roque Vernalha.

AÇÃO CONJUNTA

Durante a investigação, policiais civis de Santa Catarina apuraram que Manoel poderia estar escondido em Paranaguá, e, trocando informações com a equipe da 1ª SDP – Subdivisão Policial, conseguiram identificar e localizar o suspeito.

CRIME

O homem preso é o principal suspeito da morte de Wilson Furtado, de 68 anos, encontrado morto na localidade conhecida como Estrada das Pedreiras, no bairro Santa Lídia, na cidade de Penha, litoral catarinense.

A vítima, que trabalhava com fretes, teria saído de casa no dia 10 de agosto de 2018, e não retornou. Familiares, que moram na cidade de Navegantes registraram o caso na delegacia local.

O veículo usado por Wilson, um Fiat Fiorino, cor branca, foi encontrado no dia seguinte, perto de um parque de diversões, na cidade de Penha.

O corpo de Wilson foi encontrado no dia 12 de agosto, em uma estrada de chão, enrolado em um cobertor, com lesões na testa e no olho esquerdo. A vítima pode ter sido asfixiada.

Desde então, Manoel Hiverson da Silva, suspeito do crime, estava desaparecido.

PRISÃO

A investigação conjunta, realizada pelas equipes da Polícia Civil de Santa Catarina e Paraná, conseguiu apurar que Manoel poderia estar escondido em Paranaguá. Desde então, investigadores da Divisão de Homicídios da 1.ª SDP, monitoravam o suspeito, que foi preso no final da tarde de terça-feira, 9, na Avenida Roque Vernalha e encaminhado para a unidade policial, onde permanece recolhido na Cadeia Pública, à disposição da Justiça.


Colunistas