conecte-se conosco

Polícia

Homem é executado a tiros e dois são baleados no balneário de Shangri-lá 

Três pessoas foram baleadas durante uma emboscada

Publicado

em

A movimentação intensa de ambulâncias e viaturas da Polícia Militar chamou atenção de moradores e veranistas que estavam no balneário de Shangri-lá, em Pontal do Paraná, na noite de quinta-feira, 5, por volta das 22h.

De acordo com a PM, três pessoas foram baleadas durante uma emboscada na Avenida Guaratuba. Um homem morreu e um casal ficou gravemente ferido. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Regional, em Paranaguá.

TIROS

Uma mulher de 20 anos, moradora em Paranaguá, na Vila Cruzeiro, que estava no carro no momento do atentado, contou a polícia que o grupo estava chegando em uma casa, no balneário, quando foi surpreendido por dois homens armados. Portando pistolas, a dupla atirou contra as vítimas.

Marcelo Barbosa Gomes, de 20 anos, morador no Jardim Jacarandá, em Pontal do Paraná, foi atingido por pelo menos seis disparos. “Marcelinho”, como o rapaz era conhecido, morreu no Pronto Atendimento de Shangri-lá, para onde foi levado por familiares.

Outro baleado, Ivonei Fabiano Alberti, de 26 anos, morador em Shangri-lá, foi alvejado por pelo menos quatro disparos. Ele também foi encaminhado por parentes para o PA. Em estado grave, foi transferido para o Hospital Regional, onde permanece internado.

BALEADA

Milene Silva de Souza, de 28 anos, esposa de Ivonei, foi encontrada pelos policiais militares caída na frente da residência onde morava. Ela foi atingida por um tiro no abdômen. Atendida no Pronto Socorro do balneário de Praia de Leste, a mulher também foi transferida para a unidade hospitalar em Paranaguá, onde segue internada.

SUSPEITO

Uma das vítimas relatou aos policiais que um indivíduo conhecido como “Charles” teria sido o autor dos disparos. Ele e o comparsa fugiram logo após o crime. A dupla estaria em um veículo VW Polo, cor preta, que foi visto na região onde a emboscada aconteceu. Viaturas fizeram patrulhamento pelo local, mas os suspeitos não foram localizados.

IML

O corpo de Marcelo Barbosa Gomes foi recolhido ao IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, passou por exames complementares e foi liberado por familiares.
1.º HOMICÍDIO , A morte de Marcelo Barbosa Gomes, conhecido como “Marcelinho”, foi o primeiro homicídio registrado em Pontal do Paraná, em 2020. No litoral são 19 casos.   Equipes da Polícia Civil já estão investigando o atentado, policiais já ouviram testemunhas e estão nas ruas em busca de mais informações.

Continuar lendo
Publicidade