conecte-se conosco

Paróquia São João Batista

Setembro, mês da Bíblia, da Palavra de Deus

A palavra quando emitimos, torna-se extensão do nosso ser, desejo, vontade e reflexo do nosso interior…

Publicado

em

“A Palavra se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14)

 

A palavra quando emitimos, torna-se extensão do nosso ser, desejo, vontade e reflexo do nosso interior.

Na Bíblia, Livro do Gênesis, retrato da criação de Deus, sobretudo do homem e da mulher a sua imagem e semelhança, nós cristãos católicos cremos que cada ser humano é a Palavra de Deus que se tornou realidade.

Ao lermos os livros do Antigo Testamento da Bíblia, meditamos um Deus sempre presente na vida do seu Povo. Por meio da sua palavra, dirigida aos seus líderes, preparou um caminho para que Ele mesmo, como Palavra, pudesse se tornar humano.

Um dia, num diálogo com Maria de Nazaré, por meio do Anjo Gabriel, Deus a escolheu para que nela a Palavra (Deus) fosse gerada. Ela disse com responsabilidade e fé: “faça-se em mim segundo a tua Palavra. E a Palavra se fez carne e habitou entre nós”.

Jesus de Nazaré é a Palavra de Deus realmente presente no meio do seu povo. Ele escolheu 12 amigos para compartilhar as coisas de Deus. Estes conviveram com Ele, ouviram sua Palavra, viram seus gestos e sinais do Reino.

Depois da morte e ressurreição de Jesus, testemunhada pelos seus discípulos, os mesmos discípulos, com o Espírito Santo, foram enviados em seu nome para continuar o que Ele começou.

As coisas que experimentaram de Jesus, os apóstolos anunciaram nos vilarejos. A principal verdade era que Jesus é o Filho de Deus, tão forte que nem a morte pôs fim em sua vida. Ressuscitou e estava vivo em seus corações.

Daquelas experiências de conviver com Jesus Cristo e de criar comunidades de fé em seu nome, por meio do anúncio do Evangelho, os evangelistas, apóstolos e escritores sagrados escreveram o que experimentaram e anunciaram. Aí a Palavra foi escrita, o Novo Testamento.

Com o tempo, a Igreja que fez a experiência com a Palavra de Deus, foi organizando a Bíblia. No começo, tudo foi escrito nas línguas originais – hebraica, grega, aramaica. São Jerônimo (340-420 d.C.) foi quem traduziu os escritos para o latim, numa versão simples e popular para a Igreja, que se chamou Vulgata.

Celebrando o mês da Bíblia, agradecemos a Deus que fez em cada ser humano sua Palavra se tornar realidade e, mais do que isso, Ele mesmo se tornou um de nós, veio nos ensinar a viver, conviver e nos preparar para vida eterna. Agrademos também à Igreja por ser a anunciadora da Palavra que ela experimenta ouvindo e comungando no Corpo e no Sangue de Cristo!

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress