conecte-se conosco

Paróquia São João Batista

Ignorar a Escritura é ignorar a Cristo (São Jerônimo)

Em Setembro, celebramos o mês da Bíblia.

Publicado

em

Olá caríssimo leitor e caríssima leitora do Jornal Folha do Litoral News.

Minha saudação e prece por você e por sua família!

Em Setembro, celebramos o mês da Bíblia. A Palavra de Deus experimentada na vida do Povo Hebreu e Cristão. Serve como luz para nos iluminar e guiar nos caminhos do Senhor, para aprender a viver como filhos e filhas de Deus e para vida de oração.

A Bíblia é a Palavra de Deus. É o retrato da experiência de um povo que foi tocado pelo próprio Deus. Em dois testamentos, a Bíblia mostra a vida de fé do seu povo, no Primeiro, a história do Povo hebreu contada em 46 livros que são o Pentateuco (5); Históricos (16); Sapienciais (7); Proféticos (18).

Este povo tem como pai da fé Abraão. Com ele é que a religião judaica tem sua origem, depois com seu filho Isaac e seu neto Jacó. Com esta família Deus quis iniciar a história do seu povo.

Os filhos de Jacó foram para o Egito, entre eles o mais novo, José, ajudou o Faraó no Governo. Este povo foi crescendo, crescendo e se tornou tão numeroso e ficou escravo no Egito. Neste mesmo país e contexto, um grande líder foi preparado para libertar da realidade de escravidão. O nome do libertador era Moisés.

Da Terra do Egito, passando pelo deserto, o povo foi para Israel. Foi liderado por Moisés, Josué e pelos juízes. Tornou-se uma nação. Teve até reis no seu comando. Mas por causa do pecado, de se desviar de Deus, outra experiência dolorida o povo passou, ficou exilado na Babilônia. Neste contexto, foi importantíssima a missão dos profetas, para manter viva a fé do povo em Deus.

Além de escravo no Egito e exilado na Babilônia, o povo hebreu viveu outras experiências de dominação. No tempo de Jesus mesmo, o domínio era dos romanos. Foi neste contexto que Cristo nasceu e a Igreja cristã católica também.

O Segundo Testamento retrata a história de Jesus, dos seus apóstolos e das primeiras comunidades cristãs, com o 4 evangelhos, Atos dos Apóstolos, 21 cartas – 14 de Paulo e 7 de outros apóstolos – e o Livro do Apocalipse.

A história do Povo de Deus não termina no livro do Apocalipse. Continua com os seguidores de Jesus Cristo, em suas comunidades. Para liderar tais comunidades, o próprio Jesus deixou seus apóstolos. Com eles, seus discípulos e discípulas foram crescendo até estarem presentes em todo o mundo hoje.

A verdade é que a Palavra de Deus continua em cada pessoa que o acolhe com a fé, a esperança e, sobretudo com a caridade. Em nossos corações Ele inscreve a sua Palavra de vida eterna. Louvado seja Deus pela Bíblia, com o ela o ser humano sempre tem uma palavra.

Pe. Eliel

Continuar lendo
Publicidade