Logotipo

Paróquia São João Batista

Por Padre Eliel de Oliveira Venâncio, pároco da Paróquia São João Batista.

A fé é um uma grande graça de Deus em nossa vida

01 de fevereiro de 2019

Olá caríssimo leitor e caríssima leitora do Jornal Folha do Litoral News.

A você e a sua família, minha prece, para que Deus sempre vos abençoe!

O Padre é um pai espiritual. Ele é uma ovelha, mas também é um pastor do rebanho do Bom Pastor, que é Cristo. Tem por ofício cuidar das ovelhas que lhes são confiadas, principalmente as feridas no corpo e na alma.

O remédio utilizado pelo sacerdote é a Palavra de Deus. O médico mesmo é o Espírito Santo, Aquele quem Jesus nos prometeu como Advogado, como a Pessoa certa a colocar palavras certas e precisas em nossos lábios.

E para acolher a Palavra de Deus, é preciso pregar, mas também abrir os ouvidos. E quando os ouvidos se abrem, a fé se torna uma grande aliada. É na Bíblia que está escrito que a fé vem pelos ouvidos (Rm 10, 12ss).

Faz muito efeito ler Palavra de Deus com a fé. Foi pela fé que Abraão se tornou o pai de multidão e recebeu de Deus a bênção. Foi pela que fé as pessoas ganharam tanta admiração de Jesus, além de milagres e curas. E é pela fé que muita gente tem mudado de vida ao longo da história.

 

A fé sustenta nossas fragilidades

Neste mês de Janeiro, como padre, pude conviver com a dor de familiares e amigos de três pessoas que faleceram. Uma repentinamente, num acidente de trânsito, outra com um infarto fulminante e outra porque a doença fora lhe tirando a vitalidade.

Essas pessoas da paróquia que trabalho – São João Batista – viviam numa família onde a fé era a bússola que lhes orientava, norteava e equilibrava. Doeu a dor da separação. Fez derramar lágrimas sentidas, mas a fé foi sustento e segurança.

É que para quem crê que a vida veio de um Deus que se revelou a nós em seu Filho Jesus Cristo, não tem porque temer a volta para a morada eterna que ele preparou para os seus. Um dia chegará a nossa vez! Também iremos.

Sinto que os que não têm fé, caem com facilidade num desespero. Por ser pessoas que se apegaram somente ao ente querido, podem se tornar desanimadas, desesperançadas. Não é essa a realidade que Deus deseja para nós.

Quem partiu continua a viver, eternamente. E nós ainda temporalmente, com os limites do espaço, da matéria e da nossa humanidade, caminhando nesta direção. Quem vai com fé, vai como ovelha confiante ao encontro do bom pastor, e não do acaso e nem do nada! Deus abençoe você!

Padre Eliel

Fotos

Compartilhe