conecte-se conosco

Obituário

Paranaguá se despede do Pastor José Alves

Ministro evangélico era presidente da Assembleia de Deus na cidade, e foi ex-presidente da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado do Paraná (CIEADEP)

Atualizado às 18h15.

Publicado

em

Familiares, amigos, membros da Igreja Assembleia de Deus e pastores de vários locais do Paraná estiveram em Paranaguá para se despedir do pastor José Alves da Silva, presidente da Assembleia de Deus de Paranaguá, falecido na madrugada de sexta-feira, 19, aos 71 anos. 


O corpo foi velado na sede do templo da Assembleia de Deus, na Avenida Ayrton Senna da Silva, e o sepultamento acontece no sábado, 20, às 10h, no cemitério Jardim Eterno, em Paranaguá.
O líder religioso atuava no município há 28 anos, sendo conhecido em todo o Paraná pelo seu comprometimento religioso e social desempenhado há 46 anos no Estado, onde dirigiu e fundou dezenas de igrejas no Norte do Paraná.
Na Convenção Geral das Assembleia de Deus no Brasil foi membro de várias comissões e departamentos. Na Convenção Estadual foi o 2.º tesoureiro, secretário, diretor do Departamento de Comunicação, 2.º coordenador estadual da Juventude, presidiu várias comissões e coordenou outros departamentos, foi presidente da Comissão de Transferência de Pastores, vice-presidente da CIEADEP, e no final de 2003 foi eleito presidente da CIEADEP.
José Alves nasceu no dia 21 de março de 1948.  Era casado com Nadir Marques Brite da Silva e tinha três filhos: Selma, Emerson e Elton, um genro e duas noras, Ezequiel, Denise e Joanelly, e cinco netos: Dalton, Nicolas, Heloisa, Cayenne e Otávio. 

DEPOIMENTOS

O presidente da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado do Paraná (CIEADEP), pastor Perci Fontoura, externa a solidariedade à família Alves, deixando uma mensagem de gratidão ao trabalho prestado pelo pastor José Alves. “O Paraná hoje está em luto, e em especial a Assembleia de Deus, pela passagem do pastor José Alves. Estamos sensibilizados e surpresos, pois não esperávamos isto neste momento. José Alves era ex-presidente desta Convenção que com galhardia exerceu muitas funções, como também na convenção geral do Brasil. Um homem que deixou para nós um legado, também aos seus filhos e a irmã Nadir, sua esposa. Deixamos aqui nossas condolências”, enfatiza pastor Perci Fontoura.    

A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), na pessoa de seu presidente, pastor José Wellington Costa Júnior e toda sua diretoria, chora na sexta-feira, 19, juntamente com a família, a Assembleia de Deus em Paranaguá e a Convenção das Assembleias de Deus no Estado do Paraná (CIEADEP), pelo falecimento de um de seus valorosos soldados, o pastor José Alves da Silva, presidente da AD Paranaguá (PR) e ex-presidente da CIEADEP. “Estamos em oração suplicando a Jesus seu consolo; certos de que muito em breve nos encontraremos na Glória”, ressaltou.

O pastor José Lacour, da cidade de Piraquara, destacou o privilégio de poder ter trabalhado na Convenção com José Alves. “Neste momento não só o Paraná, mas o Brasil todo está de luto pela separação do nosso pastor José Alves. Um homem com uma grandiosa história dentro do nosso País e fora também. Um homem exemplar, conduta irreparável e um servo de Deus, que nos deixa uma lacuna muito grande”, externou Lacour. 

Para o Pastor Ezequiel de Barros Laje, presidente da Comissão de Cidadania e Assuntos Políticos da CIADEP e pastor auxiliar em São José dos Pinhais, é algo impossível de mensurar. “Pastor José Alves foi alguém que marcou a história da Assembleia de Deus no Paraná, no Brasil e no mundo, como professor, escritor, um homem paciente e que demostrava sua calma, mas acima de tudo uma humildade muito grande”, enfatizou Laje. 

Pastor Eli de Barros, de Curitiba, congregando em São José dos Pinhais, falou sobre a marca deixada. “O pastor José Alves foi um homem que desde o início de seu ministério deixou uma marca de mansidão, uma marca muito forte de compreensão e era um príncipe no meio do ministério, respeitado por todos os seus pares. Uma marca que levou por toda a sua vida e fica um legado a ser seguido”, disse Barros. 

Pastor Marcelo Lacour, vice-presidente em Piraquara, também falou sobre este momento. “Nós crescemos ouvindo falar do Pastor José Alves, uma referência para nós, pastores mais novos. A Igreja Assembleia de Deus no Brasil e no mundo teve uma perda muito grande”, destaca. 

Pastor Cicero Teixeira de Matinhos destaca que fica uma lacuna. “Os grandes homens de Deus estão nos deixando. É certo que Deus está levantando uma nova geração, mas uma perda como a do pastor José Alves, todos nós perdemos. Não o Reino, mas a igreja, as palavras são pobres para expressar o sentimento neste momento”, externou.   

Pastor Marcelo de Oliveira, presidente em Aguados do Sul e vice-coordenador da 3.ª região eclesiástica da CIADEP, explanou seus sentimentos. “Estamos emocionalmente transtornados pela perda física do nosso líder, pastor José Alves, e particularmente o conheço desde a minha infância em Maringá. Posteriormente nossa vida foi mais próxima, e foi uma notícia que nos pegou repentinamente. Confesso que me sinto totalmente desguarnecido, perde a terra e ganha o reino do céu”, destacou Oliveira. 

O pastor Emerson Alves da Silva falou em nome da família, momento em que destacou o legado deixado por seu pai. “Ele era meu pai, amigo, pastor, pastoreou não só a igreja, um pastor de sua família, e cumpriu o chamado e a missão que Deus o confiou. Um pai muito presente, muito apegado aos filhos, aos netos e a minha mãe, e nós muito apegados a ele. Fica difícil dizer um dia que ele passava sem ligar para nós, para saber como estávamos. Uma pessoa que conquistou o respeito e o carinho da população, das igrejas, evangélicas ou não. Então é uma falta que vai nos fazer e temos a esperança da eternidade um dia estarmos juntos com ele diante do Senhor e dos seus santos”, expressou. 
 

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress