Connect with us

Meio Ambiente

Polícia flagra homem despejando lixo em área de preservação

Conforme apurado, há indícios de que entulho antigo está enterrado no local

Publicado

em

A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem, de 25 anos, no momento em que descarregava um caminhão com lixo e entulho em área de preservação ambiental, no Balneário Flórida, em Matinhos. A prisão aconteceu na quarta-feira, 15. Helicóptero e drone foram utilizados para fazer o levantamento aéreo do local.

Juntamente com a operação aérea, equipes da Polícia Civil deslocaram-se em solo colhendo informações com moradores. Isso possibilitou o flagrante.

Moradores na região relataram que um caminhão estaria descarregando lixo em área de preservação ambiental. Ao chegar ao local, os agentes depararam-se com um caminhão que descarregava materiais plásticos, lixo doméstico, entulho, madeira velha, partes de móveis, colchão e até um sofá velho na mata, ao lado do Rio do Canal 1, em Matinhos.

Ao ser questionado, o condutor do caminhão respondeu que havia sido contratado para o despejo da carga de entulhos por uma empresa que recolheria lixo no município de Matinhos. A qual será investigada pela Polícia Civil.

Conforme apurado, não era a primeira vez que este tipo de material era despejado nesta área de preservação. Inclusive, há indícios de que entulho antigo está enterrado no local.

A delegada Sandra Nepomuceno ressalta a importância de fiscalizações, especialmente envolvendo crimes ambientais, que traz um reflexo direto para toda a sociedade.

Na situação específica, a delegada diz que o aumento da devastação e poluição do rio poderia trazer danos à sociedade de Matinhos.

“No local havia acúmulo de água, podendo gerar a proliferação do mosquitos da dengue. Apesar de ser uma área de preservação de mata atlântica, a poucos metros existe um loteamento com casas habitadas. Os moradores poderiam ser facilmente contaminados por doenças”, disse.

Para Sandra, a atuação da Polícia Civil é decisiva, não só para cessar o crime ambiental, mas também para prevenir doenças e morte de animais que dependem daquele ambiente para sobreviver.

O homem foi autuado pelo crime ambiental descrito no artigo 54, que trata de causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora. Caso seja condenado pode ser penalizado com até quatro anos de prisão.

Por exigência da lei, foi arbitrada fiança. O suspeito pagou e responderá o crime em liberdade.

Fonte: AEN

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.