Logotipo

Departamento de Ensino Profissional Marítimo da Capitania dos Portos já formou 465 profissionais em 2018

26 de novembro de 2018

Somente a formação de aquaviários já atendeu mais de 400 pessoas, como a turma de Pescadores Profissionais, formada no mês de novembro (Foto: CPPR)

Compartilhe

A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) possuiu um setor voltado exclusivamente à formação dos profissionais de embarcações comerciais marítimas. Desde o início deste ano, o Departamento de Ensino Profissional Marítimo (EPM) da CPPR deu instrução para a profissionalização de 465 pessoas em 15 diferentes cursos nas cidades de Paranaguá, Matinhos e nas ilhas de Superagui e Itagui, em Guaraqueçaba. Entre os dias 6 e 10 de dezembro mais um curso será realizado na cidade de São Mateus do Sul. O setor é formado por nove militares, dois oficiais da reserva, uma tenente, um suboficial, dois sargentos e três marinheiros. 

A formação de aquaviários, os profissionais para trabalho em embarcações comerciais, já atendeu 415 pessoas em cursos como o de Pescador Profissional, Marinheiro Auxiliar de Máquinas e Convés, e Moço de Convés. Além disso, foram executados ainda cursos especiais para profissionais formados. Exemplos são os cursos especiais de Produtos Químicos, Gás Liquefeito, Proteção de Navios, Segurança de Embarcações de Passageiros e Combate a Incêndio. Em São Mateus do Sul, o curso será de Marinheiro Fluvial de Convés. Cerca de 50 servidores públicos também foram preparados no Curso Especial para Tripulantes de Embarcações do Estado no Serviço Público (ETSP).

Além disso, o EPM é responsável pela fiscalização e certificação, com base nas normas da Diretoria de Portos e Costas (DPC), de cursos voltados para os trabalhadores portuários e para quem busca habilitação  para trabalhar em navios cruzeiros. Em 2018, a CPPR avalizou a formação de 180 portuários em oito cursos realizados em Paranaguá e dez em Antonina. A maioria destes cursos envolve habilidades técnicas para serviços em maquinários na área portuária, como guindastes, pontes rolantes, correias em espiral e tratores. Já os cursos voltados para navios de cruzeiros, foram 33 fiscalizações e certificações realizadas em 2018.

O Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Germano Teixeira da Silva, disse que o objetivo da Marinha do Brasil é sempre a segurança da navegação. “A preparação daqueles que se fazem ao mar é uma das missões da Marinha, a fim de diminuir as chances de acidentes e promover a salvaguarda da vida humana”, destacou.

Da Assessoria da Capitania dos Portos

Colunistas