conecte-se conosco

Marinha do Brasil

Capitania dos Portos do Paraná apoia a Procissão Marítima em honra à Nossa Senhora do Rocio

Solenidade ocorreu na sede da capitania em Paranaguá, no Litoral do Paraná, e contou com a presença de autoridades militares e civis.

Publicado

em

A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) apoiou no domingo, 10 de novembro, a realização da 16.ª edição da Procissão Marítima em honra à Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do estado do Paraná. Cerca de 25 embarcações com aproximadamente 800 pessoas percorreram o Rio Itiberê e o Canal da Galheta para prestar homenagem à Santa a partir do Centro Histórico da cidade de Paranaguá até o Santuário do Rocio, onde foi recebida por centenas de fieis.

Embarcações da Marinha do Brasil balizaram a procissão e garantiram a segurança da navegação durante a procissão marítima.

A imagem da Santa Padroeira do Paraná embarcou na Lancha Albacora na CPPR. Em seguida, a embarcação apresentou à imagem aos fieis que acompanharam a procissão em embarcações de transporte de passageiros, em barcos de pesca e em lanchas particulares. A Seção de Inspeção Naval da CPPR realizou a verificação prévia da documentação dos barcos de transporte de passageiros a fim de garantir as condições de navegabilidade e segurança.

O cortejo seguiu para o Santuário na Baia de Paranaguá. Na igreja, o Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Antunes Machado, prestou uma homenagem à Nossa Senhora do Rocio e fixou um PIN da CPPR no manto da Santa.

Em seguida, entregou ao Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Perron, a medalha de Amigo da Marinha pela profícua relação institucional em prol da segurança da navegação e salvaguarda da vida humana no mar na região litorânea.

Padroeira do Paraná

A devoção à Nossa Senhora do Rocio no Paraná remonta ao Século XVII, quando a imagem foi encontrada por pescadores na Baia de Paranaguá em uma época em que a população da cidade vivia assolada por uma peste e orações eram feitas à Virgem em busca de proteção. A primeira igreja edificada na cidade em honra à Santa foi construída em 1813 e o Santuário inaugurado em 1920. Devido aos milagres e a devoção, paranaenses de diversas regiões visitam Paranaguá no mês de novembro durante as festividades. O Papa Paulo VI declarou Nossa Senhora do Rocio padroeira do Estado em 1977.

Da Assessoria da Capitania

Continuar lendo
Publicidade