Connect with us

Infraestrutura

Porto se prepara para receber a safra 2020

Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá terá o pavimento recuperado

Publicado

em

A colheita da safra da soja 2020 já começou – a previsão é que seja recorde. A empresa Portos do Paraná se prepara para receber os caminhoneiros que transportam o grão. O Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá terá o pavimento recuperado. O investimento é de R$ 1,9 milhão. Outras melhorias são constantes para garantir agilidade aos deslocamentos, além de segurança e comodidade aos motoristas.

A área recebe uma nova camada de concreto, feito especialmente para ser mais resistente e durável. O trabalho segue o que foi executado no ano passado para melhorar o trânsito dos veículos pesados e a eficiência da operação. Em 2019, 14,7 milhões de toneladas de carga chegaram no porto via caminhões – o equivalente a 67% do total de granéis movimentados no ano.

“O Pátio de Triagem é indispensável para ordenar o tráfego de caminhões que chegam a Paranaguá para descarregar no corredor de exportação. Em alguns meses do ano chega a receber 2 mil caminhões por dia. Manter o pátio em boas condições garante mais eficiência nos deslocamentos e segurança aos motoristas”, explica o diretor de Operações Portuárias, Luiz Teixeira Júnior.

Manutenção

Os reparos e melhorias no pátio são constantes. A Portos do Paraná tem um contrato sob demanda, ou seja, que é acionado sempre que necessário. “Há a previsão de troca das placas de concreto ou asfalto danificados por novas placas de concreto, onde a vida útil programada gira em torno de 20 a 30 anos, desde que seja realizada corretamente a manutenção preventiva”, destaca o engenheiro e chefe da Seção de Conservação Civil, Marcell Güther Villatore.

O trabalho segue o que foi executado no ano passado para melhorar o trânsito dos veículos pesados

Ele explica que a empresa contratada para o serviço faz a quebra e a retirada do piso danificado, compacta a base, aplica uma camada fina de concreto magro, instala as barras de transição, coloca lona plástica, monta a tela metálica/armadura e, por último, ocorre a concretagem final do pavimento.

A selagem das juntas das placas, assim como a cura do concreto, demora sete dias e somente depois deste período o trânsito é liberado na área em obras.

A precaução tem sido grande para que a durabilidade das placas seja a maior possível, com manutenção adequada, que incluiu a impermeabilização entre as placas a cada seis meses. “O piso é de concreto armado, resistente e preparado para aguentar os caminhões”, disse o fiscal do contrato e chefe da Seção de Contêineres, Marcelo Rissi. O ritmo das obras só depende das condições climáticas.

Fonte: AENPR

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.