conecte-se conosco

Fábio Campana

Gleisi Hoffmoney

Gleisi Hoffmann é capa da revista Crusoé

Publicado

em

Gleisi Hoffmann é capa da revista Crusoé. A reportagem é de Felipe Coutinho, que conta, entre outras, que “A senhora dos milhões” como a chama, é o principal alvo de um relatório de 165 páginas da Polícia Federal que investiga desvios no Ministério do Planejamento na época em que seu marido, Paulo Bernardo, comandava a pasta. Desta vez, R$ 5,3 milhões em propinas e caixa 2, diz Coutinho. A matéria também fala de um apartamento, frente para o mar, de 123 metros quadrados que está em nome de Gleisi e que não aparece declarado em sua relação de bens. Ao longo do texto estão esmiuçados quatro pontos centrais: grana desviada da Petrobras (ré no STF por receber R$ 1 milhão desviado da estatal); integrante do ‘quadrilhão’ (compõe com Lula, Palocci e Mantega ‘quadrilhão’ que desviou recursos da Petrobras); propina do Odebrecht (ela e Lula receberam 40 milhões de dólares da Odebrecht, R$ 3 milhões foram direto para seu caixa 2) e roubo dos aposentados e caixa dois aéreo (desvio de comissões de empréstimos consignados de aposentados operados pelo Ministério do Planejamento lhe beneficiou em R$ 1 milhão e recebeu R$ 300 mil da TAM).

As contas difíceis

Os partidos políticos têm dificuldades em fazer algumas contas. Avante, PCdoB, PMDB, PMN, PPS, PP, PROS, PSDC, PRP, PTB, PTC e PT consideram o sistema de prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral “inadequado” e pediram mais tempo para tratar de tudo que fizeram no ano passado.  O TSE é uma mãe para o pessoal da prestação de contas. Deu mais 90 dias para as siglas se adequarem ao novo sistema, perrengue que acontece desde 2006, quando a Justiça Eleitoral tentou implementá-lo. Prestar contas parece que não é uma especialidade das agremiações.

Recolher acampamento

Os institutos dizem que a temperatura vai baixar na cidade nos próximos dias. O contrato do aluguel do terreno onde estão acampados os militantes pró-Lula venceu. O PT se organiza para providenciar uma casa nas imediações para os que ainda querem manter a vigília.  Parece que é hora de recolher acampamento e mandar o “bom dia, presidente Lula” por telepatia.
  

Um em cada três 

Dos 513 deputados federais, 178 respondem a inquéritos ou ações penais na Justiça. Dos 27 partidos que compõem a Câmara, só seis não têm ninguém enrolado, pelo menos até agora: Psol, Rede, PV, PPL, PRP e PRTB. No ranking, estão na frente PT com 29 deputados, PP com 24 e PSDB com 21.

 

TRF-4 contraria Moro 

Ano passado, Sergio Moro absolveu Claudia Cruz, senhora Eduardo Cunha, a dizer que ela não havia cometido atos ilícitos. O Ministério Público não engoliu e levou o caso adiante, que foi parar no TRF-4. O entendimento da maioria da 8.ª Turma foi diferente. Claudia Cruz foi sentenciada por evasão de divisas e lavagem de dinheiro. O colegiado é formado por três magistrados, João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulson condenaram Cruz e Victor Laus pediu vista, o que deixa tudo parado por tempo indeterminado – podendo, inclusive, fazer com que os outros juízes modifiquem seus votos. 

Continuar lendo
Publicidade