Connect with us

Educação

Projeto Estante de Histórias beneficia seis escolas de Paranaguá

Professores da rede municipal de ensino participaram de oficina de contação de histórias

Publicado

em

O projeto Estantes de Histórias foi inaugurado na quarta-feira, 7, no Sesc de Paranaguá, pela Fospar e Instituto Mosaic. A ação consiste na entrega de estantes com 100 livros cada para seis escolas municipais. As estantes também contam com adereços especiais para estimular a contação de histórias pelos professores aos alunos. A cerimônia de inauguração contou com a presença da secretária municipal de Educação, Vandecy Silva Dutra, e do superintendente da Fospar, Ronaldo Sapateiro. Além de representantes da VR Projetos, responsável pelo desenvolvimento da inciativa em vários Estados do País.

O Estante de Histórias é viabilizado por meio da lei Rouanet, em parceria com o Ministério da Cultura, VR Projetos e Secretaria Municipal de Educação de Paranaguá. O evento também contou com uma oficina para educadores chamada “Seminário leitura é brincadeira: oficinas de contos de fadas”, com a escritora Marô Barbieri, autora de 27 livros infantis e vencedora de prêmios nacionais e internacionais de literatura.

O superintendente da Fospar, Ronaldo Sapateiro, explicou que este é apenas um dos projetos do Instituto Mosaic com o intuito de fortalecer as comunidades nas quais se encontra. “Paranaguá é a maior comunidade do Grupo Mosaic. Acreditamos que a educação é a base de tudo e queremos trazer esse fortalecimento para as crianças que são a nossa base”, afirmou.

Os espaços beneficiados com as estantes serão a Escola Municipal Professora Edineia Mariza Marques Garcia, João Rocha dos Santos, Professora Francisca Pessoa Mendes, Professora Sully da Rosa Vilarinho, Joaquim Tramujas Filho e Nazira Borges.

A secretária municipal de Educação, Vandecy Silva Dutra, destacou que o projeto vem agregar ainda mais às escolas municipais. “Isso para nós é fundamental, temos muito a agradecer por essa parceria, foram 150 professores formados, 30 gestores, 30 pedagogos, que vão estar com o projeto sendo implantado nos próximos quatro anos. Ao final, teremos um bom resultado e isso não tem preço”,  disse.

As escolas foram escolhidas através de uma análise da Secretaria de Educação, a qual avaliou quais precisavam mais desse incentivo. “Teremos na escola Nazira Borges, que fica no km 19, que não tem um espaço físico para a leitura e precisava deste cantinho, além do acesso ser mais dificultado”, relatou Vandecy.

A ideia agora é que outras empresas tenham a mesma iniciativa para que a educação seja ainda mais beneficiada. “Temos algumas empresas parceiras, mas precisamos de muito mais recursos e empresas”, concluiu Vandecy.

 


A secretária municipal de Educação, Vandecy Silva Dutra, agradeceu a parceria com a empresa

 

O PROJETO

O diretor da VR Projetos Culturais e Sociais Transformadores, Renato Paixão, contou que serão muitos estudantes beneficiados em Paranaguá. “Serão impactados, aproximadamente, dois mil alunos. Já realizamos no Rio Grande do Sul, em diversas cidades, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. O projeto tem dois anos, mas já atingimos bastantes Estados. A proposta é incentivar a leitura, formar novos leitores, pois 50% dos brasileiros não lê e 30% nunca comprou um livro novo”, disse o diretor.

Segundo Renato, não adianta só entregar o livro, mas é preciso também munir os professores de ferramentas para trabalhar em sala de aula. “Muitas das escolas públicas são sucateadas com poucos livros, por isso a proposta é aparelhar as bibliotecas, entregar livros e fazer essa oficina de capacitação de contação de histórias para formar os professores”, finalizou.

Continuar lendo