Connect with us

Ciência e Saúde

UFPR Litoral divulga boletim epidemiológico e detalha situação da Covid-19 na 1.ª Regional de Saúde

Documento apresenta informações da Semana Epidemiológica de 8 a 14 de novembro

Publicado

em

UFPR Litoral divulga boletim epidemiológico e detalha situação da Covid-19 na 1.ª Regional de Saúde

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), setor Litoral, divulgou, no dia 16 de novembro, o Boletim Epidemiológico n.º 13 da situação da Covid-19 no litoral paranaense, com informações da Semana Epidemiológica de 8 a 14 de novembro. O documento foi desenvolvido pelo Pet Saúde Interprofissionalidade da instituição e é uma publicação de caráter técnico-científico, com periodicidade semanal para o monitoramento e investigação da Covid-19 nos sete municípios que compõem a 1.ª Regional de Saúde (1.ª RS): Paranaguá, Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Morretes e Guaraqueçaba.

O informe apresenta a média móvel de casos confirmados da Covid-19 na 1.ª RS, indicando alta de 59,1 ao ser comparada com a média de 14 dias atrás que foi de 39,7. Ainda de acordo com o documento, houve um aumento de 49% em relação à média móvel de 14 dias atrás.

Segundo o Boletim Epidemiológico n.º 13, a média móvel de óbitos está em queda com 0,7, comparada com a média móvel de 14 dias atrás que foi de 1,14. Portanto, há uma redução de 38,6% em relação à média móvel de 14 dias atrás.

Casos e Óbitos

O boletim elaborado pelo Pet Saúde Interprofissionalidade, da UFPR setor Litoral, mostra que nos últimos 14 dias, houve um aumento de 827 novos casos, tendo uma média semanal de 413,5 novos casos, nas duas últimas semanas epidemiológicas, havendo assim um aumento de 48,8% em relação à média de sete dias atrás que foi de 278. Em relação ao registro de óbitos, nos últimos 14 dias, houve a contabilização de nove novos óbitos na 1.ª Regional de Saúde, uma média de 4,5 óbitos por semana nesse período, havendo assim uma redução de 43,75% em relação à média de 7 dias atrás que foi de 8,0.

Paranaguá

Paranaguá é o município mais populoso da 1.ª RS, o único com população acima de 100 mil habitantes. Ele concentra o maior número de casos confirmados e óbitos por Covid-19, mais que a soma dos casos confirmados e óbitos registrados em todos os municípios da 1.ª Regional.

Nos últimos 14 dias, houve um aumento de 555 casos, tendo uma média semanal de 277,5 novos casos nesse período, o que significa um aumento de 95,4% se comparada com a média de sete dias atrás que foi de 142. Em relação ao registro de óbitos em Paranaguá, nos últimos 14 dias houve um aumento de dois novos óbitos, uma média de 1 óbito por semana nesse período, havendo assim uma redução de 60% se comparada à média de sete dias atrás que foi de 2,5.

Incidência e Mortalidade

O Boletim Epidemiológico n.º 13, emitido pela UFPR setor Litoral, apresenta o coeficiente de incidência que expressa o número de casos novos e representa o risco de ocorrência da Covid-19 na população, e o coeficiente de mortalidade, que expressa o número de óbitos e representa o risco de morte por Covid-19 na população, a cada 10.000 habitantes.

Os sete municípios do litoral apresentam taxa de incidência em alta nas duas últimas semanas epidemiológicas (14 dias), com registro de novos casos. Os municípios com maior incidência da doença (por 10 mil habitantes) são, respectivamente, Antonina (386); Paranaguá (342); Morretes (331); Guaratuba (268) e Pontal do Paraná (203).

No que se refere ao coeficiente de mortalidade, nas duas últimas semanas epidemiológicas (14 dias), Antonina (9,4), Morretes (8,5), Guaratuba (6,7) e Paranaguá (6,2) são os municípios que possuem maior ocorrência de óbitos (por 10 mil habitantes), seguidos de Pontal do Paraná e Matinhos (ambos com 5,4). Dos sete municípios que compõem a 1.ª RS, apenas Morretes apresentou aumento na taxa de mortalidade na última semana epidemiológica.

Letalidade

O documento apresenta a taxa de letalidade, que avalia a gravidade máxima da Covid-19 nos municípios da 1.ª RS. Guaraqueçaba é o município que possui a maior taxa de letalidade (6,4) dentre os sete municípios que compõem a 1.ª Regional. Matinhos é o segundo município com maior taxa de letalidade (3,6). Paranaguá, apesar de ser o município com maior número de casos confirmados e óbitos na 1.ª RS, ocupa o último lugar com taxa de letalidade de 1,8 entre as cidades do litoral.

Leia também: Especialista da Unimed Paranaguá faz alerta sobre importância da vacinação