conecte-se conosco

Segurança

Polícia Civil capacita efetivo que atuará na Operação Verão Paraná

O objetivo é capacitar os profissionais frente às novas tecnologias utilizadas, além de dar orientações gerais sobre o trabalho a ser realizado na temporada

Publicado

em

Foto: SESP

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) promove um curso de formação específica para os policiais civis que atuarão na temporada de verão. A ação acontece na quarta e quinta-feira, no auditório da Escola Superior da Polícia, em Curitiba.

O objetivo é capacitá-los frente às novas tecnologias utilizadas, além de dar orientações gerais sobre o trabalho a ser realizado na operação Verão Paraná – Viva a Vida, que começa nesta sexta-feira, 10, e se estende até o dia 7 de março de 2022.

O delegado Gil Rocha Tesserolli, coordenador da Operação da PCPR, conta que os policiais civis irão receber instruções para a padronização e otimização dos trabalhos. “Reunimos os policiais para que o pessoal esteja preparado e numa linha de atuação uniforme, para que tenhamos uma melhor eficiência e qualidade nos serviços prestados à sociedade”, afirma o coordenador.

No primeiro dia de treinamento foram feitas instruções sobre os procedimentos com adolescentes e vítimas de violência doméstica, bem como instruções sobre a Central de Flagrantes. Na quinta-feira, 9, haverá orientações finais e entrega dos materiais.

A Operação Verão Paraná, que terá duração de 88 dias, busca reforçar o efetivo da PCPR em atuação no Litoral. “A operação é de enorme importância para a garantia de segurança, para os moradores e para os turistas que vão frequentar o nosso litoral”, ressalta o Tesserolli.

EFETIVO

Mais de 150 policiais civis serão acrescentados ao efetivo regular no Litoral, além de mais 18 viaturas. Delegados, investigadores, escrivães e papiloscopistas atuarão nos municípios de Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Morretes e Paranaguá.

A PCPR atuará fortemente com a missão de contribuir para a segurança no Litoral. Serão desenvolvidas atividades de investigação criminal, polícia judiciária, orientações à população, perícias papiloscópicas e policiamento velado e especializado.

Com Informações da SESP-PR