Connect with us

Religiosidade

Páscoa e ressurreição de Cristo fortalece esperança para superação do Coronavírus

“Todos estamos sofrendo, passando por limitações e dificuldades, mas a esperança e ressurreição de Jesus é luz, é esperança de vida nova e eterna”, ressalta Padre Thiago Trigo

Publicado

em

Padre Thiago Trigo frisa importância da fé e das celebrações religiosas on-line neste momento de crise

A celebração da Páscoa e da Ressurreição de Jesus Cristo no domingo, 12, em 2020 será em plena pandemia de novo Coronavírus no mundo, inclusive no Brasil e no litoral do Paraná. o padre Thiago Trigo, da Paróquia São Cristóvão de Paranaguá, reforça que o momento de fé é importante para conceder força e esperança neste período da Covid-19. O pároco frisa ainda que a Igreja Católica em Paranaguá e no mundo está utilizando as redes sociais como forma de transmissão online das celebrações religiosas, algo que permite que a palavra de Deus adentre nas casas das pessoas em pleno período de isolamento social, sendo que, para ele, após o fim da pandemia, o mundo será outro, com uma nova perspectiva para a humanidade de ressurreição e fraternidade entre as pessoas após tempos de preocupação e sofrimento.

“As primeiras notícias da chegada desta pandemia ao Brasil se deu no período da Quaresma, que é um grande retiro que a Igreja propõe aos seus fiéis para fazer para a Páscoa. Dessa forma, fomos convidados para viver esses dois grandes retiros, primeiro o da Quaresma e depois esse isolamento social por causa desta pandemia”, observa o padre Thiago Trigo. Segundo o pároco, a palavra de Deus durante este período fortalece o preparo para vivermos a Páscoa e superarmos dificuldades e preocupações devido à Covid-19. “Por isso não podemos perder esta fé e esperança. A Igreja sempre se preocupa com seus fiéis e quer dar uma palavra de ânimo, de não desanimar, de estarmos atentos às nossas necessidades, olhando o mundo e o sofrimento para que sejamos sinal de vida e esperança”, completa.

De acordo com o sacerdote, o mundo será outro após o fim da pandemia. “Quando tudo isso passar poderemos fazer uma análise de tudo que aconteceu e isso nos ajudar a sermos pessoas melhores, olhando sempre na perspectiva da Páscoa, que é de passagem, de vida nova, de oportunidade para vivermos diferente. Todos estamos sofrendo, passando por limitações e dificuldades, mas a esperança e ressurreição de Jesus é luz, é esperança de vida nova e eterna. Todos nós esperamos que o mundo seja outro, seja melhor, a partir da experiência que cada um está fazendo de estar privado de estar com sua familia, de ir ao seu trabalho, de estar isolado em casa. Isso vai nos ajudar a trazer esperança e paz a todos”, completa. 

Papa Francisco

O padre afirma que o Papa Francisco, líder máximo da Igreja Católica, tem demonstrado um protagonismo durante este período de crise mundial, celebrando missas e bênçãos contínuas para reforçar espiritualidade e fazer com que a humanidade supere a pandemia. “O Papa Francisco tem demonstrando serenidade e segurança muito grande diante desta necessidade mundial. Analisando seus discursos, celebrações e fisionomia, eles nos transmite segurança e paz, e aquilo que nós precisamos: uma voz profética, alguém que reze por nós, que olhe por nós e nos ajude a superar a pandemia”, explica. “Ele atua não apenas como chefe de Estado e líder religioso, mas alguém que se preocupa com as necessidades do mundo, principalmente com os mais pobres, os menos favorecidos, em locais mais isolados e de difícil acesso à saúde”, salienta. 

Atuação on-line da Igreja

A Paróquia São Cristóvão, assim como outras de Paranaguá, bem como a Catedral Diocesana e o Santuário do Rocio, tem usado as redes sociais para transmitir on-line as celebrações religiosas, algo que acontece em todo o mundo e é uma alternativa para os fiéis seguirem próximos de sua fé. “A partir do momento em que foi pedido o isolamento social e que as Igrejas não tivessem aglomeração e celebrações com foco na segurança das pessoas e preservação da vida dos fiéis, tivemos que nos reiventar. Eu mesmo nunca tinha tido experiência em fazer uma missa transmitida pelas redes sociais. Quando a pandemia chegou, nos vemos obrigados a chegar nas pessoas dessa forma”, explica.

“Isso tem sido positivo. Como padre tenho recebido mensagens de agradecimento das pessoas, dizendo que este momento é de esperança, de força, alimentando a fé. Temos hoje a possibilidade de chegar na casa das pessoas pelas redes sociais. É difícil para todos os fieis não estarem presentes na Igreja, com sua comunidade. Para nós padres é também muito difícil chegar às nossas celebrações, principalmente nos domingos e neste período da Páscoa, não poder encontrar o nosso povo em nossas comunidades, mas sabemos que de forma on-line podemos chegar a essas famílias e trazer a mensagem de Deus”, acrescenta o padre Thiago. 

Programação 

O pároco afirma que a Paróquia São Cristóvão terá programação diferenciada nesta Páscoa. “Todos os dias a nossa Igreja está aberta das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. É uma oportunidade que damos ao nosso povo para vir a Igreja, fazer a sua oração pessoal e manter este contato com Deus, sempre tomando todos os cuidados de higiene e distanciamento social. Ao virem, pedimos aos fiéis que usem as máscaras, temos álcool em gel disponível para todos. Na quinta-feira, 9, Sexta-feira Santa, 10, sábado, 11, e domingo de Páscoa, 12, seguiremos a programação da nossa Diocese em que todos nós padres estaremos reunidos com o Bispo Dom Edmar Peron”, explica, ressaltando que haverá atendimento na Igreja Matriz das 9h às 12h, na sexta-feira, 10, de forma individualizada, com direcionamento espiritual e confissões. 

“No domingo de Páscoa a nossa Santa Missa será às 9h30 da manhã transmitida pelas redes sociais da nossa Paróquia na nossa página pelo link https://www.facebook.com/saocristovaopgua/ “, finaliza o padre Thiago Trigo.

Continuar lendo