conecte-se conosco

Religiosidade

Casa Espírita Paz e Luz completa 113 anos

Membros relataram fatos históricos que marcaram a fundação do espaço

Publicado

em

A Casa Espírita Paz e Luz completou 113 anos em Paranaguá, com sua fundação datada em 14 de fevereiro de 1909. Integrantes da casa falaram sobre as primeiras reuniões, os registros históricos e as principais ações desenvolvidas ao longo desses anos.

“Reunidos em uma das salas da residência do ilustre confrade Victor Lopes de Oliveira Baptista para o fim especial de tratarem da fundação de um centro espírita com sede na cidade de Paranaguá, Victor Lopes de Oliveira Baptista, Carlos Eugenio de Souza, Manoel Antonio de Souza, Manoel Gonsalves Maia Jr., Hercílio Guimarães, Savas Joanidis, José Cechelero, João Azevedo da Silveira, Sallustio Lamenha Lins de Souza, Antonio Simplicio da Silva. Com estas palavras, escritas a bico de pena naquele grande e precioso livro, eram redigidas com muito carinho as primeiras páginas de uma das histórias mais belas de pioneirismo, determinação e coragem”, informou os integrantes da Casa.

Segundo eles, naquele momento, sob a direção do confrade Manoel Antunes de Souza, que presidia a memorável reunião, foram expostos os motivos que determinaram à fundação do centro. Um deles o nome de “Centro Espírita Paz e Luz”, aprovado por unanimidade; a apresentação do projeto do estatuto, aprovado com algumas emendas; marcadas as primeiras sessões experimentais e instrutivas; e eleita a primeira diretoria composta pelos irmãos Carlos Eugênio de Souza (Presidente), João Azevedo da Silveira (Secretário) e José Cechelero (Tesoureiro).

“Além da beleza da grafia cuidadosamente desenhada, percebemos também a altivez de propósito dos nossos predecessores, expressa nos dois primeiros parágrafos do estatuto cujo texto, tomamos a liberdade de transcrever: 1º “No estudo teórico e experimental da doutrina espírita e na propaganda da mesma pela palavra escrita e, sobretudo, pelo exemplo”; 2º “Na prática da caridade, pelos ensinamentos morais ensinados no evangelho e materiais ao alcance de todos”, observaram os integrantes da Casa.

Tais recomendações, de acordo com eles, não foram esquecidas com o tempo e continuam sendo praticadas pela casa até hoje, através dos grupos de: evangelização; estudo da doutrina espírita; trabalho mediúnico; atendimento fraterno e de assistência social.

Registros históricos 

“De uma história rica em detalhes, destacamos: a primeira sessão mediúnica em 28 de junho de 1909, na sede da Rua Mal. Deodoro nº 50; a filiação à Federação Espírita do Paraná e compra do primeiro imóvel em 20 de agosto de 1913, para a instalação do Albergue Noturno; a primeira sessão mediúnica em 28 de junho de 1909, na sede da Rua Mal. Deodoro nº 50; a filiação à Federação Espírita do Paraná e compra do primeiro imóvel em 20 de agosto de 1913, para a instalação do Albergue Noturno; a inauguração de sua sede própria em 14 de fevereiro de 1938; a grande reforma das nossas instalações iniciada pelo presidente Silvio Moreira da Fonseca em 2004 e concluída pela presidente Edenilse Drulla em 2005”, destacaram.

Diretoria

A atual diretoria da Casa Espírita Paz e Luz é composta pela presidente Maria Valdete Filipowski, pela vice-presidente Cinthia Paiva, pela 1.ª secretária Neusa Escobar, pelo 2.º secretário Eduardo Filipowski e pela tesoureira Soraya Calonaci.

“O nosso agradecimento especial vai para todos trabalhadores do outro plano, que incansavelmente nos atendem e a todos aqueles que buscam nesta casa de oração o alento para suas dores e ou um norte para suas vidas!”, ressaltaram os integrantes no aniversário de 113 anos do espaço.

Com informações divulgadas pela Casa Espírita Paz e Luz