Connect with us

Polícia

Rapaz é preso após retirar envelope recheado com maconha na agência dos Correios

Envelope com a droga, cerca de 100 gramas de maconha, foi retirado na unidade dos Correios instalada na Avenida Roque Vernalha. Um rapaz de 18 anos foi preso

Publicado

em

envelope recheado com maconha na agência dos Correios

O monitoramento de encomendas enviadas pelos Correios, realizado no Centro de Distribuição, instalado na capital do Estado, localizou um envelope recheado com maconha que tinha como destino a cidade de Paranaguá. Um rapaz que retirou o envelope na agência local da empresa foi preso.

De acordo com a Polícia Militar, o indivíduo de 18 anos, morador no Jardim Jacarandá, foi até a unidade dos Correios instalada na Avenida Roque Vernalha, na Vila Guarani, na tarde de quarta-feira, 30, para retirar a encomenda e assim que deixou o prédio carregando o envelope foi abordado por uma equipe.

Revistado, com o rapaz que estava acompanhado por uma mulher, nada de ilícito foi encontrado. Ao verificar o interior do envelope que ele havia retirado na agência, os policiais encontraram cerca de 100 gramas de maconha.

Monitoramento

Toda mercadoria despachada pelos Correios passa por um rigoroso sistema de monitoramento e fiscalização. Uma equipe treinada e usando equipamentos modernos verifica os envelopes e caixas que são movimentadas em suas unidades. Quando algo ilícito é detectado, a empresa imediatamente aciona a polícia, que começa a investigar o caso. 

Um detalhe chamou atenção das equipes que participaram da ação realizada em Paranaguá.  No envelope despachado constava a inscrição “ecencia” (ipsis litteris), com relação ao material que estava sendo enviado.

A encomenda veio de São Paulo e deveria ter sido entregue em uma casa no Jardim Jacarandá, porém, no dia em que o envelope foi encaminhado para o endereço indicado, não havia ninguém no imóvel.

Ao retirar a encomenda na agência da empresa, o destinatário foi preso.

O rapaz foi encaminhado com o entorpecente apreendido para o plantão da Polícia civil.