conecte-se conosco

Polícia

Rapaz é executado com tiros na nuca e nas costas em Alexandra

Publicado

em

Segue sem identificação, o corpo de um rapaz encontrado na manhã desta quinta-feira, 24, por volta das 6h30, em uma estrada de chão, na região de Alexandra, na altura do KM 13, da BR-277.

Aparentando ter entre 18 e 25 anos, a vítima foi executada com tiros na nuca e nas costas.

O corpo estava com as mãos amarradas e viradas para trás.

Um estojo de munição, calibre .380, foi encontrado perto do corpo.

O corpo foi encontrado por moradores e estava caído em uma estrada de chão, na região de Alexandra. A vítima estava calça jeans branca, moletom vermelho com detalhes em preto, e calçava chinelos.

TIROS

De acordo com informações apuradas pelo nosso departamento de jornalismo, moradores da região teriam ouvido disparos de arma de fogo durante a madrugada e por volta das 6h30 o corpo foi encontrado caído na estrada.

A vítima estava vestindo calça jeans branca, moletom vermelho com detalhes em preto, e calçava chinelos.

Com as mãos amarradas e colocadas para trás, indicando uma execução, a vítima foi assassinada com tiros na nuca e nas costas.

TATUAGENS

Durante o trabalho de perícia, realizado pela criminalística, nenhum documento de identificação foi encontrado junto ao corpo.

O perito que realizou a coleta de material constatou que o rapaz tinha três tatuagens no corpo. Uma na região do peito, com a inscrição “Mãe”, outra no pescoço, com o nome “Victor Lucas” e outra no antebraço direito, com o desenho do personagem Tio Patinhas.

Após a perícia, o corpo foi recolhido a sede do IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde vai passar por exames complementares.

Tatuagens constatadas durante a perícia podem ajudar na identificação do corpo. Na região do peito, a inscrição “Mãe”, no pescoço, o nome “Victor Lucas” e no antebraço direito, o desenho do personagem Tio Patinhas

44.º HOMICÍDIO

Com a execução registrada na manhã desta quinta-feira, 24, sobe para 44 o número de homicídios registrados em Paranaguá, este ano. No litoral são 73 casos.

Policiais Civis estiveram no local e começaram a investigação.

Em alta