conecte-se conosco

Polícia

PM orienta sobre cuidados com a casa de praia e atitudes de prevenção na areia durante o Carnaval

Veranistas devem evitar deixar objetos de valor em qualquer lugar da casa ou à vista de quem está do lado externo, além de retirar do lado de fora ferramentas e objetos que possam facilitar arrombamentos, entre outras medidas

Publicado

em

Foto: Gilson Abreu/AEN

A Polícia Militar alerta a população que tem residência de veraneio, ou alugou um imóvel para o período do Carnaval no Litoral, que adote alguns cuidados em relação à casa e também nas areias das praias. As medidas são necessárias e complementam o policiamento que está sendo feito pela PM.

De acordo com o comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Renato de Oliveira Ribas Filho, os cuidados com a segurança da residência de verão devem ser os mesmos dirigidos à casa da cidade de origem, como o fechamento de trancas, janelas e portas. “Além disso, deve-se priorizar imóveis com grade, muro alto, alarme ou câmera de segurança. Não havendo esses itens, os veranistas devem evitar deixar objetos de valor dentro em qualquer lugar da casa ou à vista de quem está do lado externo, não chamando a atenção dos criminosos”, disse.

Ao sair da casa de praia, o imóvel precisa permanecer fechado e o veranista não deve deixar objetos que possibilitem ou facilitem o uso para arrombamento. “Devemos ter todo cuidado, pois os marginais se aproveitam de um descuido para agir. Um gesto que pode contribuir com a insegurança é sair e deixar janelas abertas para ventilar a casa. A Polícia Militar orienta que os veranistas tomem os mesmos cuidados que já têm no dia a dia com sua casa de moradia”, explicou.

Muitas pessoas, mesmo estando próximos da orla, preferem ir de carro até a praia. A PM recomenda que os veranistas priorizem fazer esse deslocamento a pé, evitando congestionamentos e até mesmo acidentes. “Se o cidadão for de carro, há alguns cuidados que devem ser tomados para evitar furtos e roubos, como a verificação do fechamento das portas e janelas do veículo. O proprietário não deve deixar à mostra bolsas, celulares, carteiras, mochilas ou objetos que chamem a atenção”, alerta.

Segundo o oficial de Planejamento do Verão Paraná da Polícia Militar, capitão Wagner de Araújo, ao longo dos anos os municípios de Pontal do Paraná, Matinhos e Guaratuba diminuíram a quantidade de vagas para estacionamento próximo da orla para que o cidadão tenha mais espaço para os seus passeios. “Normalmente as pessoas gostam de deixar os seus veículos mais próximos da praia para evitar deslocamento, mas nem sempre é possível. Elas podem deixar o carro estacionado regularmente em uma das ruas da região, mas sem colocar na contramão de direção, nem próximo ou trancando saídas de prédios e casas ou formando filas duplas”, acrescentou.

(Foto: PMPR)

Ao longo da orla, o cidadão que estiver nas praias pode localizar os módulos móveis da Polícia Militar para receber ou repassar informações. Nestes locais também são distribuídas pulseirinhas de identificação para crianças e idosos antes mesmo de eles acessarem a areia, a fim de agilizar a localização caso se percam de seus familiares.

NA AREIA

Ainda segundo o coronel Ribas, também é preciso tomar cuidados com os pertences pessoais quando as pessoas estiverem na areia. “As famílias que estão na praia devem se revezar no guarda-sol ou na barraca, pois não devem deixar carteiras e celulares sem a vigilância de algum integrante do grupo”, disse.

Outra dica aos veranistas refere-se às compras na areia ou nos comércios, com cartão ou PIX. O capitão Araújo explica que o veranista deve sempre conferir o valor antes de concretizar a transação para evitar o transtorno de solicitação de estorno junto ao vendedor. “Às vezes, as pessoas estão na areia ou comércio da orla e acabam se distraindo com outras situações, por exemplo, com o sol ou com as crianças na água e, no momento de fazer um PIX ou passar o cartão na máquina, não verificam o valor digitado e pode ocorrer um erro. É fundamental ter atenção antes de finalizar a compra”, afirma.

ACIONAMENTO

Em caso de furto ou roubo, a Polícia Militar orienta que o cidadão acione a PM ligando para o 190 (emergência) ou pelo Aplicativo 190 PR, disponível para Android e iOS. A PM ainda alerta sobre a importância de registrar o boletim de ocorrência, pois a análise criminal é feita com base neste documento. Outro canal importante é o Disque Denúncia 181, em que o cidadão pode repassar informações de crimes de maneira anônima.

“Nós estamos com diversas viaturas na orla e por todas as cidades do Litoral. O cidadão também pode abordar uma das nossas equipes para orientação e atendimento caso precise, assim a Polícia Militar já começa o trabalho de patrulhamento identificação dos marginais e recuperação dos objetos”, disse o coronel Ribas.

Fonte: AEN