conecte-se conosco

Polícia

PM estoura ponto de venda de crack em Guaratuba

No imóvel, apontado em várias denúncias repassadas para a Polícia Militar, foram encontradas pedras grandes de crack, uma pistola, munições e um caderno com anotações do tráfico

Publicado

em

Várias denúncias anônimas repassadas para agentes da ALI – Agência Local de Inteligência, da Polícia Militar, resultaram na manhã de quarta-feira, 19, na apreensão de uma pistola, munições e pedras de crack. Um caderno, com anotações da movimentação financeira do ponto de venda da droga, foi apreendido.

TRIO

As informações repassadas para a corporação indicavam uma casa em construção, na Rua Porecatu, no bairro Esperança, em Guaratuba, onde vários indivíduos estariam comercializando pedras de crack.

Durante o monitoramento do imóvel, as equipes flagraram dois indivíduos no local. Um rapaz, de 18 anos, e um homem, de 45 anos, seriam responsáveis pelo preparo e venda das pedras do entorpecente.

Diante da situação e contando com o apoio de equipes da ROTAM – Rondas Ostensivas Tático Móvel, o local foi cercado e abordado.

Durante buscas no quintal e na parte interna da obra, os policiais encontraram duas pedras grandes de crack.

Seguindo com o procedimento, os militares entraram em contato com Beatriz Oliveira da Cruz, de 30 anos. A mulher estava dentro de uma casa, que fica no mesmo terreno, onde a abordagem inicial aconteceu.

Também indicada nas denúncias, Beatriz liberou a entrada dos policiais na residência e acompanhou a revista que foi realizada.

GELADEIRA

Dentro de uma geladeira, escondida no fundo falso de uma caixa de leite, as equipes encontraram e recolheram certa quantia em dinheiro trocado.

Indagada sobre o dinheiro, Beatriz confessou que era proveniente da venda do entorpecente e que os dois indivíduos abordados anteriormente, faziam parte do esquema criminoso.

Beatriz tentou subornar os policiais com dinheiro e teria oferecido uma pistola, calibre 9mm, para não ser presa.

A mulher indicou o local, um compartimento falso, instalado embaixo da pia da cozinha, onde a arma e 49 munições estavam escondidas. O armamento foi apreendido.

Um caderno com anotações do tráfico, como quantidades comercializadas, dinheiro arrecadado e o nome de compradores foi recolhido na ação policial.

Todos os envolvidos receberam voz de prisão e foram encaminhados para o plantão da Polícia Civil, onde as medidas cabíveis foram adotadas.