conecte-se conosco

Polícia

Patrulhamento aquático na baía de Paranaguá encontra área de desmate de árvore nativas

A madeira foi localizada durante um patrulhamento aquático realizado por equipes do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde, na baía de Paranaguá

Publicado

em

Um patrulhamento aquático de rotina realizado por equipes do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde, na tarde de quinta-feira, 19, na baía de Paranaguá, encontrou nas proximidades do Rio Bucuera, quase mil metros cúbicos de Guaricica, árvore nativa da região, cortada.

Foram apreendidas 50 tábuas e vários caibros desdobrados com motosserra. O material estava em uma área de difícil acesso, perto de um acampamento de lona, montado pelos responsáveis pela extração ilegal da madeira.

As tábuas e caibros de Guaricica, árvore nativa da região estavam em uma região de difícil acesso nas proximidades do Rio Bucuera, em Paranaguá

As equipes percorreram algumas trilhas pela mata fechada, mas nenhum suspeito foi localizado.

No acampamento, além das madeiras apreendidas, os policiais recolheram 14 cartuchos intactos de munição calibre .22.

Qualquer informação sobre áreas ilegais de desmatamento, caça ou extração ilegal de palmito, entre outros crimes ambientais, deve ser repassada imediatamente para o telefone 181

Devido à grande quantidade de madeira apreendida, os militares entraram em contato com a secretaria de Meio Ambiente de Paranaguá, que cedeu alguns funcionários que ajudaram na retirada do material apreendido.

A madeira foi encaminhada para a sede da 1.ª Companhia da Polícia Ambiental, no bairro Costeira, e as munições foram entregues na Delegacia da Polícia Federal.

No acampamento encontrado no meio da mata fechada foram encontrados 14 cartuchos intactos de munição calibre .22

Qualquer informação sobre áreas ilegais de desmatamento, caça ou extração ilegal de palmito, entre outros crimes ambientais, deve ser repassada imediatamente para o 181, Disque Denúncia da Secretaria Estadual da Segurança Pública.