conecte-se conosco

Polícia

Morre no Hospital Regional menino eletrocutado em Guaratuba

Guilherme Steenbock estaria colhendo maracujás, com uma haste de metal

Publicado

em

Foto: Joelcio Andrade/Grupo Litorânea

Morreu na quarta-feira, 23, o menino Guilherme Steenbock, de 12 anos, eletrocutado no último dia 12, quando estava colhendo maracujás, no bairro Nereidas, em Guaratuba. Guilherme usava uma haste metálica quando teria encostado o objeto na rede elétrica, sendo atingido por uma forte descarga.

Em nota, a Prefeitura de Guaratuba lamenta a morte de Guilherme Steenbock, de 12 anos. “Ele estudou na Escola Sebastião Silveira de Souza no 1.° ano em 2015, sendo transferido no 2.° semestre e retornando no 4.° ano em 2019. No ano seguinte, concluiu o 5.° ano neste estabelecimento de ensino. Nossa equipe lamenta profundamente o seu falecimento, uma criança brilhante e comprometida com os seus estudos, estendemos nossas condolências aos seus amigos e familiares, em especial seu irmão Matheus Steenbock que atualmente é nosso estudante do 4.° ano”, disse a nota da prefeitura.

Inconsciente e em parada cardiorrespiratória, a vítima foi socorrida por populares e recebeu os primeiros atendimentos de um bombeiro militar que passava pela região.

RELEMBRE O CASO

Equipes do SIATE – Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência e do Corpo de Bombeiros atenderam no dia 12 de fevereiro, por volta das 19h, um garoto, de apenas 12 anos, vítima de uma descarga elétrica. De acordo com a corporação, um bombeiro militar estava em deslocamento pela Avenida Paraná, região do bairro Nereidas, quando foi parado por populares que pediam ajuda.

O militar encostou a viatura e foi informado que um menino estava colhendo maracujás, com uma haste metálica, quando teria encostado o objeto na rede elétrica, sendo atingido por uma forte descarga.

Inconsciente e em parada cardiorrespiratória, a vítima foi colocada em um veículo particular e o motorista seguia pela via em busca de socorro, quando visualizou a viatura da corporação.

O militar solicitou apoio de uma ambulância do SIATE e começou os procedimentos de reanimação cardiopulmonar. Uma enfermeira que passava pelo local e presenciou a situação ajudou o bombeiro.

O garoto foi transferido de Guaratuba para a emergência do Hospital Regional, em Paranaguá, pelo helicóptero Falcão 08, onde morreu na quarta-feira, 23

Com a chegada da equipe médica e após 30 minutos de atendimento, o garoto foi reanimado e estabilizado.

Colocada na ambulância, a vítima foi encaminhada para a pista do aeroporto de Guaratuba, onde o helicóptero Falcão 08, do BPMOA – Batalhão de Operações Aéreas da Polícia Militar, realizava o procedimento de pouso.

Embarcado na aeronave, o paciente foi transferido para Paranaguá onde uma ambulância do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência aguardava. O garoto foi levado para a emergência do Hospital Regional, onde não resistiu e morreu na quarta-feira, 23.