conecte-se conosco

Polícia

Litoral registra quatro execuções em menos de uma semana

As execuções aconteceram nas cidades de Paranaguá e Matinhos

Publicado

em

Litoral registra quatro execuções em menos de uma semana

O mês de março está sendo marcado pelo grande número de execuções registradas no litoral. Em menos de uma semana, quatro homens foram mortos a tiros na região. As execuções aconteceram nas cidades de Paranaguá e Matinhos.

MATINHOS

A última execução registrada no litoral do estado, aconteceu no final da noite de sábado, 6, por volta das 23h, no bairro Cohapar, em Matinhos.

Ernandes Nenemann, de 30 anos, conhecido como “Nando”, foi morto dentro da casa onde morava, no final da Rua Francisco Rocha.

De acordo com a companheira de “Nando”, que também estava na residência, dois homens armados invadiram o imóvel e efetuaram vários disparos de arma de fogo. A mulher não foi atingida.

“Nando” foi alvejado por pelo menos 10 tiros. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
O óbito foi constatado por socorristas do Siate.

A polícia investiga se o carro foi usado na execução de “Nando”.

Polícia militar

ASSASSINOS

Testemunhas relataram que dois homens desceram de um carro, que parou perto da casa da vítima e após os disparos, fugiram em alta velocidade.

CARRO

Enquanto registravam a ocorrência, policiais militares foram avisados que um carro em chamas foi encontrado atrás da Arena Vicente Gurski.

Ao chegar no endereço indicado, as equipes constataram o fato e acionaram o Corpo de Bombeiros.

O veículo, um Chevrolet Onix, foi completamente destruído pelo fogo.

Carro em chamas

IML

A casa onde a execução aconteceu foi periciada pela Criminalística e o corpo de Ernandes Nenemann encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, onde vai passar por exames complementares.

4.º HOMICÍDIO

Com a execução de “Nando”, que tinha indicativo criminal, sobe para 4 o número de homicídios registrados em Matinhos este ano. No litoral são 26 casos.

Policiais civis já estão investigando o crime, que aconteceu a poucas quadras de outra situação semelhante.

RELEMBRE O CASO

Gerson Martins Tavares, de 44 anos, foi assassinado a tiros, na noite de terça-feira, 2, por volta das 20h, no bairro Mangue Seco, em Matinhos. O crime aconteceu no cruzamento das Ruas Nossa Senhora Aparecida, com Moreira Sales.

De acordo com moradores na região, vários tiros foram ouvidos. Após os disparos, eles saíram de casa para verificar a situação e encontraram a vítima caída na via.

Testemunhas relataram que três homens, que estavam em bicicletas, atiraram na direção de Gerson, o qual era coletor de materiais recicláveis, e fugiram.

Um dos suspeitos estaria vestindo camiseta azul, calça e usando um boné claro.

Acionadas, equipes da Polícia Militar e do Siate, do Corpo de Bombeiros, foram para o endereço indicado. Os socorristas constataram o óbito e a área foi isolada.

IML recolhe corpos das execuções


TIROS

Gerson foi alvejado por pelo menos sete tiros. Os disparos atingiram principalmente a região do rosto.
O corpo da vítima foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, onde passou por exames complementares.

Familiares de Gerson Martins Tavares, o qual tinha endereço na região conhecida como Rio da Vaca, na Vila Garcia, estiveram na sede do órgão e reconheceram o corpo, que foi liberado no começo da tarde de quarta-feira, 3.

PARANAGUÁ

Outras duas execuções foram registradas em Paranaguá, essa semana.

A primeira aconteceu no começo da madrugada de sexta-feira, 5, no Jardim Araçá.

Rodrigo Vieira Rocha, de 28 anos, vulgo “Muchacho”, foi executado com vários disparos de arma de fogo, na frente de um bar, no Jardim Araçá.

De acordo com a Polícia Militar, moradores da Rua Alfredo Budant, ouviram os tiros e acionaram a corporação.

No endereço indicado, as equipes encontraram Rodrigo sem vida.

O óbito foi constatado por socorristas do Samu que também atenderam a ocorrência.

Uma das execuções

ESTOJOS

Ao lado do corpo de “Muchacho”, os policiais encontraram vários estojos de munição calibre .40 e .380.
Com relação aos autores do crime, ou como ele aconteceu, poucas informações foram apuradas no local.

Isolamento da área

VILA GARCIA

Horas mais tarde, Paulo Bento dos Santos, de 39 anos, foi atingido por pelo menos cinco tiros, no quintal de uma casa, na Rua Virgínia Ribeiro Silva, na Vila Garcia.

Moradores da região acionaram a Polícia Militar, por volta das 15h, relatando terem ouvido vários disparos de arma de fogo.

Paulo Bento dos Santos que não tinha antecedentes criminais, não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito.

Perícia criminal investiga execuções

PORTÃO

De acordo com testemunhas, Paulo Bento dos Santos estava dentro da residência, quando os assassinos chegaram, em um Renault Logan, cor prata.

Os suspeitos teriam forçado o portão da residência e chamado a vítima. Ao atender, Paulo foi alvejado. Ferido, ele ainda caminhou para uma área coberta, na parte externa do imóvel, e caiu.

Cartuchos de munição, possivelmente de pistola .40 ou .380, foram encontrados ao lado do corpo.

Samu no local

17.º HOMICÍDIO

Com a execução de Paulo Bento dos Santos sobe para 17 o número de homicídios registrados em Paranaguá este ano. No litoral, são 26 casos.

Leia também: ROMU encontra cocaína e crack dentro de uma lata no Nilson Neves

Em alta

plugins premium WordPress