Connect with us

Polícia

Homem é executado a tiros no quintal de uma casa na Vila Guarani

Publicado

em

executado

Ademilson Morais Tomaz Pires, de 27 anos, foi executado com um tiro na cabeça, na noite de sexta-feira, 23, por volta das 19h, no quintal de uma casa, na Rua Tupinambá, na Vila Guarani em Paranaguá.

De acordo com a Polícia Militar, acionada por populares, Ademilson estava dentro de um veículo VW Gol, cor preta, e estaria sendo levado para uma região com pouco movimento, onde possivelmente seria executado.

Amarrado

Ainda de acordo com a corporação, o rapaz teria conseguido sair do carro e tentado fugir correndo, porém, foi perseguido por três indivíduos e executado com um tiro na cabeça.

Os suspeitos, que vestiam moletom com capuz e estavam usando bonés, executaram a vítima no quintal de uma residência.

Enquanto fugia, Ademilson percebeu o portão de uma casa aberto e entrou correndo. O rapaz estava com as mãos amarradas e plásticos enrolados no pescoço. Ele foi executado com um tiro na cabeça. Após os disparos, os assassinos fugiram.

Braço

Socorristas do Samu, que foram acionados para prestar atendimento à vítima, constataram o óbito e relataram que Ademilson estava com um braço quebrado, indicando que o rapaz pode ter sido torturado, antes de ser assassinado.

IML

A área onde o crime aconteceu foi isolada e periciada pela Criminalística. Uma equipe do IML – Instituto Médico Legal – recolheu o corpo de Ademilson Morais Tomaz Pires, que depois de exames complementares, realizados na sede do órgão, foi liberado por familiares.

60.º Homicídios

A execução de Ademilson Morais Tomaz Pires foi o 60.º homicídio registrado em Paranaguá este ano. No litoral, são 118 casos.

Policiais civis estiveram no local do crime e conversaram com testemunhas. Eles já investigam a execução.