conecte-se conosco

Polícia

Homem é condenado a 40 anos de prisão por matar ex-namorada na frente dos 4 filhos em Antonina

José Carlos Cezar dos Santos matou a ex-namorada na frente dos quatro filhos, em julho de 2021

Publicado

em

Em Antonina, após julgamento no Tribunal do Júri, o Ministério Público do Paraná garantiu a condenação de José Carlos Cezar dos Santos a 40 anos e 18 dias de reclusão em regime fechado por feminicídio. Ele matou a ex-companheira a tiros e ainda tentou matar o então namorado da vítima, que conseguiu fugir. Os dois ficaram juntos por 11 anos e tinham quatro filhos – o crime foi praticado na frente das crianças, em julho de 2021.

Conforme a denúncia, inconformado com o término do relacionamento, o acusado, que tinha histórico de violência doméstica, foi até a casa da ex-mulher e entrou atirando. As vítimas estavam na sala, com as crianças, vendo televisão. A mulher foi morta com um tiro na nuca. O réu foi denunciado pelo MPPR por homicídio qualificado por feminicídio e tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, bem como por deteriorar coisa alheia (ele quebrou o carro do namorado da mulher a pedradas e chutes).

Após uma sessão de 14 horas, os jurados reconheceram todas as qualificadoras sustentadas pelo Ministério Público e deliberaram pela condenação. A defesa tentou desqualificar o feminicídio, alegando homicídio privilegiado por forte emoção, tese que não foi aceita pelo conselho de sentença. O réu já estava preso preventivamente e deve continuar detido, sem o direito de recorrer em liberdade. A decisão judicial foi proferida na última quinta-feira, 30 de junho.

RELEMBRE O CASO

Policiais Militares da ALI – Agência Local de Inteligência e da RPA – Rádio Patrulha Auto prenderam no dia 27 de julho de 2021, na cidade de Antonina, José Carlos Cezar dos Santos, de 42 anos.

José Carlos matou na madrugada do dia 26 de julho do ano passado, com um tiro na cabeça, Andreia Gomes de Freitas, 29 anos, sua ex-companheira.

A mulher foi assassinada dentro da casa onde morava, na localidade do Lageado, na altura do KM 9, da Rodovia Miguel Bufara, na frente dos quatro filhos.

O atual namorado de Andreia, que também estava no imóvel, conseguiu fugir.

Andreia Gomes de Freitas foi atingida por um disparo de arma de fogo na região da cabeça.

FILHOS

De acordo com a Polícia Militar, Andreia estava deitada no sofá da sala, com o atual namorado e seus quatros filhos, assistindo televisão, quando o ex-companheiro invadiu o local.

Armado, ele teria ameaçado Andreia e o namorado, que conseguiram correr e se esconder em outro cômodo da casa. O rapaz pulou uma janela e fugiu correndo pelo quintal.

José Carlos entrou no cômodo onde Andreia estava e atirou em sua direção. Atingida por um tiro na cabeça, ela morreu no local.

Andreia Gomes de Freitas foi morta com um tiro na cabeça, dentro da casa onde morava, na localidade do Lageado.

FUGA

Após matar a ex-companheira, José Carlos fugiu em uma motocicleta.

Acionada por familiares da vítima, equipes da Polícia Militar e do Samu foram até o local e constataram o óbito.

O corpo de Andreia Gomes de Freitas foi encaminhado para a sede do IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares.

FORAGIDO

Desde a madrugada do crime, José Carlos Cezar dos Santos estava sendo procurado por equipes da Polícia Militar e investigadores da Polícia Civil.

No começo da tarde do dia 27 de julho de 2021, durante um trabalho conjunto de monitoramento, ele foi encontrado em uma casa, na Rua Zung Sui Chen, no bairro Barigui, em Antonina. A residência foi cercada por policiais da ALI – Agência Local de Inteligência e da RPA – Rádio Patrulha Auto, e o indivíduo preso.

Contra José Carlos Cezar dos Santos havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça local.

José Carlos recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a 7.ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Antonina.

Com informações do MPPR