conecte-se conosco

Polícia

Confronto armado termina com assaltante morto em Morretes

O confronto armado que terminou com a morte de um assaltante, aconteceu em um imóvel, na região central de Morretes, perto da prefeitura

Publicado

em

Agentes da ALI – Agência Local de Inteligência e policiais militares que atuam na cidade de Morretes, foram acionados na manhã de segunda-feira, 17, por volta das 9h20, para verificar uma situação de roubo que estaria acontecendo em um escritório de contabilidade, na região central da cidade.

De acordo com a corporação, três indivíduos portando pistolas invadiram o prédio onde funciona a empresa e renderam 17 pessoas.

As vítimas foram obrigadas a deitar no chão e algumas tiveram as mãos amarradas com fitas plásticas.

Agindo de forma violenta e ameaçando os funcionários rendidos, os assaltantes queriam que o proprietário do escritório entregasse certa quantia em dinheiro que estava em um cofre.

Durante o assalto, um dos criminosos foi informado através de um telefone celular, que equipes da Polícia Militar estavam se aproximando do imóvel.

Neste momento, as vítimas ouviram o primeiro disparo de arma de fogo. O tiro teria sido disparado ainda dentro do escritório, por um dos assaltantes.

O confronto armado que terminou com a morte de um assaltante, aconteceu em um imóvel, na região central de Morretes, perto da prefeitura

CONFRONTO

Com a chegada das equipes, o imóvel foi cercado e durante o procedimento dois assaltantes que tentavam fugir por uma janela, instalada na parte dos fundos do prédio foram surpreendidos pelos policiais.

Antes, os militares ouviram o barulho de dois disparos de arma de fogo, obrigando que a guarnição procurasse um abrigo.

Ao perceber que estavam cercados, Everton Nunes Lopes, de 36 anos, morador em São José dos Pinhais, e Marciel Ângelo de Oliveira, de 32 anos, morador no bairro Uberaba, na capital do estado, atiraram na direção das equipes.

Marciel Ângelo de Oliveira foi alvejado durante o confronto com policiais militares, morreu no hospital da cidade

No confronto, Marciel foi alvejado e morreu no Hospital Doutor Alcídio Bortolin, para onde foi levado por socorristas do SIATE – Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência. 

Marciel portava uma pistola calibre 9mm, municiada. O assaltante tinha também um carregador sobressalente.  O armamento apreendido possuía seletor de rajada e estava com a numeração suprimida.

Wendell Lopes Sales e Everton Nunes Lopes foram presos tentando fugir do escritório onde o assalto aconteceu. Três pistolas foram apreendidas

FERIDO

Com ferimentos em uma das mãos, Everton foi atendido no local por uma equipe do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, e também foi encaminhado para a unidade hospitalar. 

Everton usou no confronto com os policiais uma pistola calibre 9mm, com carregador alongado. A arma também possuía seletor de rajada e tinha um carregador sobressalente.

Com o assaltante, os policiais encontraram a quantia em dinheiro, recolhida no escritório.

COMPARSA

Ainda durante o cerco policial, um terceiro criminoso foi preso. 

Wendell Lopes Sales, de 21 anos, morador em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi abordado por uma equipe da RPA – Rádio Patrulha Auto, que estava na Rua Conselheiro Sinimbu.

O assaltante deixava o prédio pela entrada principal, quando foi preso. Com ele, os policiais encontraram uma pistola calibre .380, municiada.

ESTOJOS

Dentro do escritório de contabilidade e no local onde o confronto aconteceu, do lado de fora do prédio, as equipes encontraram cartuchos deflagrados de munição 9mm. 

Todo o material foi recolhido pelos policiais.

CARRO

Ainda de acordo com a corporação, o carro utilizado pelo trio de assaltantes, um Ford Ka, cor preta, roubado no dia 23 de dezembro, do ano passado, na capital do Estado.

Dentro do veículo, os policiais encontraram três fitas plásticas semelhantes às que foram usadas para amarrar as vítimas do assalto. 

O carro usado pelos assaltantes foi roubado no dia 23 de dezembro, na capital do Estado

PRESOS

Presos, Wendell e Everton foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Morretes. 

IML

O corpo de Marciel Ângelo de Oliveira foi recolhido por uma equipe do IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde vai passar por exames complementares.

O corpo de Marciel Ângelo de Oliveira foi encaminhado para a sede do IML em Paranaguá