conecte-se conosco

Polícia

Abordagem de rotina da PM termina com três foragidos presos, drogas e pistola apreendidas em Pontal do Paraná

A abordagem da Polícia Militar resultou na prisão de três foragidos da Justiça e na apreensão de uma pistola calibre 9mm, drogas e material usado para preparar e embalar entorpecentes em Pontal do Paraná

Publicado

em

Uma abordagem de rotina realizada por equipes da RPA – Rádio Patrulha Auto, da Polícia Militar, na manhã desta terça-feira, 29, por volta das 10h, no balneário de Shangri-lá, em Pontal do Paraná, terminou com a prisão de três foragidos da Justiça e na apreensão de grande quantidade de entorpecentes, e uma pistola calibre 9mm.

ABORDAGEM

Uma viatura da RPA trafegava pela Rua Angra dos Reis, quando a equipe desconfiou de um rapaz que caminhava pela via.

Abordado, com Luiz Fernando Almeida Silva, de 19 anos, morador em Londrina, nada de ilícito foi encontrado. Ao verificar o sistema de informações da SESP – Secretaria Estadual da Segurança Pública, os policiais constataram que contra o rapaz havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio qualificado.

Luiz Fernando contou aos militares que chegou em Pontal do Paraná no sábado, 26, e que estava com outras três pessoas em uma casa.

Diante da situação, a equipe solicitou reforço e várias viaturas foram o imóvel indicado.

DROGAS

A residência foi cercada e um casal, que estava no seu interior, foi abordado e revistado.

Ao realizar o procedimento de identificação dos abordados, os policiais constataram que contra Douglas Antônio Calixto dos Santos, de 28 anos, havia um mandado de prisão em aberto pelo envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

Douglas e mulher abordada, identificada como sendo Isabelly de Santana Neves, de 18 anos, seriam moradores na cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana da capital.

Dentro da casa, os policiais encontraram 250 pedras de crack, embaladas e prontas para serem comercializadas, 500 pinos plásticos com cocaína, buchas de maconha e um tablete do entorpecente.

Certa quantia em dinheiro trocado, um caderno com anotações do tráfico e material usado para embalar e preparar entorpecentes também foram recolhidos no imóvel.

Indagados sobre a droga apreendida, os três relataram que as porções estavam sendo vendidas em um bar, em uma região conhecida como “Comunidade Figueira”. O trio contou ainda que o responsável pela comercialização seria um indivíduo conhecido como “Rafael”.

Durante o deslocamento para o local indicado, as viaturas cruzaram com o suspeito. “Rafael” trafegava de bicicleta pela via e tentou fugir correndo por um matagal.

Enquanto fugia, o rapaz tentou sacar um objeto que estava na sua cintura. Perseguido e abordado, com ele nada de ilícito foi encontrado.

IDENTIFICAÇÃO

Ao pesquisar o sistema de informações da SESP, os policiais descobriram a identificação oficial do indivíduo abordado.

“Rafael”, era na verdade, Paulo Cesar Vicente Junior, de 28 anos, morador na cidade de Piraju, no interior do estado de São Paulo.

Contra ele também havia um mandado de prisão em aberto pelo envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

PISTOLA

Questionado sobre as drogas apreendidas na casa e a venda de entorpecentes que estava sendo realizada no bar, Paulo Cesar disse que fazia parte do grupo e que além de entorpecentes, uma pistola estaria escondida no estabelecimento comercial.

Os militares revistaram as dependências do bar e ao percorrer, um espaço entre o estabelecimento comercial e uma casa, recolheram 40 pedras de crack, 59 pinos plásticos com cocaína e 41 porções de maconha.

Uma pistola calibre 9mm, com 12 munições intactas no carregador, também foi apreendida no local.

Um rapaz, de 25 anos, que estava no bar, foi detido.

Todos os envolvidos e o material ilícito apreendido foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Pontal do Paraná, instalada no balneário de Ipanema.