conecte-se conosco

Infraestrutura

Porto de Paranaguá lança edital para leilão de área de carga geral

O prazo do novo arrendamento será de 10 anos, prorrogáveis a critério do poder concedente, nos termos do edital

Publicado

em

A Portos do Paraná publicou, na segunda-feira, 4, o edital do leilão 001/2022, de área para movimentação e armazenagem de carga geral, na faixa primária do Porto de Paranaguá. A PAR32 fica no lado oeste do cais, tem 6,6 mil metros, e já conta com estrutura ligada ao berço 205 de atracação.

“Este será o segundo leilão conduzido pela administração dos portos do Paraná. Abrimos o ano com uma expectativa muito boa em relação ao avanço dos novos arrendamentos portuários no Estado”, diz o diretor-presidente da empresa pública paranaense, Luiz Fernando Garcia.

Destinado, em especial, a cargas de açúcar, o terminal já tem uma estrutura física, ou seja, não é greenfield. O critério de licitação será o maior valor de outorga e a estimativa de investimento (Capex) é de cerca de R$ 4,17 milhões.

O prazo do novo arrendamento será de 10 anos, prorrogáveis a critério do poder concedente, nos termos do edital. Os requisitos e demais condições de participação estão definidos no edital do leilão, que está disponível, assim como seus anexos, nos sites www.portosdoparana.pr.gov.br e www.infraestrutura.gov.br. Os documentos também são encontrados na sede administrativa do Porto de Paranaguá, na Avenida Ayrton Senna da Silva, 161, bairro Dom Pedro II.

Este será o segundo leilão conduzido pela administração dos portos do Paraná
Foto: Portos do Paraná

SESSÃO PÚBLICA

A sessão pública do leilão será na Bolsa de Valores do Brasil, a B3, no próximo dia 1º de abril, às 14h. A autoridade portuária paranaense é a primeira do Brasil a conduzir os leilões dos próprios terminais. A empresa pública Portos do Paraná recebeu autonomia para administrar os contratos de exploração de áreas, em agosto de 2019.

Os cenários e projeção de demanda da área fazem parte do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), feito pela Empresa de Planejamento e Logística S.A, vinculada ao Ministério da Infraestrutura.

Fonte: AEN