Connect with us

Infraestrutura

Fetranspar pede inclusão de Paranaguá nas audiências públicas sobre novas concessões de pedágio

Uma das principais demandas locais levantadas pelo presidente é a inclusão da Avenida Ayrton Senna entre trecho de concessão (Foto: Fetranspar)

Publicado

em

Fetranspar pede inclusão de Paranaguá nas audiências públicas sobre novas concessões de pedágio

Presidente Coronel Malucelli afirma que ofício foi enviado à Alep pedindo inclusão do litoral nas discussões

Em entrevista à Folha do Litoral News na sexta-feira, 12, o presidente da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar), Coronel Sérgio Malucelli, destacou a importância da inclusão do litoral e de Paranaguá nas rodadas de audiências públicas convocadas pela Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para discutir as novas concessões de pedágio em todo o Estado. Os encontros estão sendo feitos em todo o Paraná após convocação do Legislativo Estadual por meio da Frente Parlamentar do Pedágio.

A Fetranspar representa 20 mil empresas do setor de transporte no Paraná e vem participando ativamente das discussões sobre as concessões de pedágio, com foco em melhorias para os usuários das vias e em um modelo justo e eficiente. “Entre os itens de maior impacto que precisam ser revistos está o leilão por meio da exigência de outorga, os 40% de degrau tarifário de pista simples para dupla e a inserção de praças em trechos curtos, como entre Toledo e Cascavel, que traria transtornos para o setor de transporte e a população”, informa o presidente.

“Da forma que está previsto no documento apresentado, teremos prejuízos, e reforçamos a nossa intenção de contribuir para que seja implantado um modelo justo a todos. Já sofremos com um modelo vigente, o qual explorou demasiadamente o setor de transportes de cargas até hoje. Agora, não podemos abrir mão de construir modelos que não nos deixem reféns nos próximos 30 anos”, afirma o Coronel Malucelli.

Paranaguá

Para o gestor da Fetranspar, é importante que as audiências públicas sobre estas concessões novas de pedágio sejam realizadas em Paranaguá e no litoral. “O litoral do Paraná não pode ficar de fora de discussões que vão impactar a vida dos seus cidadãos e de seus empresários pelos próximos 30 anos. As demandas existentes para essa região do Estado são bem distintas e não cabem ser discutidas em uma audiência com a Região Metropolitana de Curitiba (a qual é grande e tem bastante especificidade)”, ressalta.

“Por isso somos a favor para que uma das audiências seja realizada em Paranaguá nos mesmos moldes que já vem ocorrendo. Estive conversando com os deputados da Frente Parlamentar pessoalmente durante as audiências de Londrina e Cornélio Procópio a respeito disso. Também emitiremos um ofício ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano, para que ele possa avaliar a presença do litoral do Estado nas audiências públicas, sugerindo evento para a cidade de Paranaguá”, detalha. 

“Faremos contato também com os prefeitos da região litorânea para que também acionem deputados que representam a região, pleiteando esse encontro, em que empresários e moradores nos municípios litorâneos possam colocar seus questionamentos”, salienta o presidente Coronel Malucelli.

Inclusão da Avenida Ayrton Senna 

Segundo o presidente, várias demandas estão sendo levantadas desde 2020 pela Fetranspar com relação ao pedágio e especificidades de Paranaguá e do litoral. “A primeira delas é que neste trecho curto e totalmente duplicado não se pode ter um pedágio nos moldes praticados hoje. Precisa ser justo e não onere o motorista. Em relação a obras, defendemos fortemente que o cronograma seja trazido para os primeiros anos de concessão, evitando que grandes projetos se percam no prazo de vigência dos contratos”, explica.

“Defendemos ainda que a concessão, seja do início da BR-277 em Curitiba até o portão do Porto de Paranaguá. Não dá para pensar que nossos motoristas atravessem o Paraná todo, pagando pedágio e ao chegar aos últimos quilômetros não tenham um atendimento e uma infraestrutura desejável. Por isso defendemos que a Avenida Ayrton Senna seja incluída no trecho de responsabilidade da próxima empresa que vier a administrar a concessão Curitiba Litoral”, afirma o Coronel Malucelli. 

Audiências 

A Fetranspar já participou de audiências em Cascavel e Foz do Iguaçu, algo que também acontecerá em outros locais do interior e em Curitiba até o início de março. Segundo a assessoria, a entidade participará de todos os encontros para levar questionamentos considerados pertinentes para que o edital possa ser justo a toda a sociedade e para o setor de transporte de cargas. 

Leia também: Autoridades discutem os atracadouros na baía de Paranaguá

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.