conecte-se conosco

Educação

Estudantes da Escola Faria Sobrinho vão às urnas para escolha do vereador mirim

Eleição faz parte do Projeto Parlamento Jovem

Publicado

em

O Projeto Parlamento Jovem é promovido pela Escola Judiciária Eleitoral do Paraná em parceria com os cartórios eleitorais e com as Câmaras Municipais. Em Paranaguá, a Escola Cívico Militar Faria Sobrinho participa do projeto e realizou, na manhã de quinta-feira, 23, a eleição para a escolha do vereador mirim. Com seus títulos em mãos, os estudantes exerceram a cidadania e votaram em um dos nove candidatos nas urnas eletrônicas montadas na escola especialmente para o projeto.

Todo o processo eleitoral foi desenvolvido para que eles aprendessem na prática como funcionam as eleições, desde a fase das filiações partidárias e convenções, até a escolha dos candidatos, de acordo com as propostas apresentadas.

A diretora da Escola Faria Sobrinho, Liliana Kffuri, e a professora Vanessa Mohr Rosá Caetano, contaram sobre os benefícios da iniciativa

“Nós recebemos o convite para participar do projeto e montei, com o material que o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) mandou, uma apresentação com todas as turmas e alunos e falamos sobre a importância de participar. Depois fizemos o convite para que eles se filiassem a algum partido, de acordo com a ideologia deles, fizemos o levantamento, levamos ao TRE a lista dos candidatos filiados e fizemos a convenção para a escolha dos que iriam concorrer a eleição”, contou a professora de Cidadania e Civismo, Vanessa Mohr Rosá Caetano, coordenadora do projeto na escola.

A diretora da Escola Cívico Militar Faria Sobrinho, Liliana Kffuri, contou que após todo esse processo, os candidatos a vereador mirim puderam pensar nas suas propostas e apresentá-las aos demais alunos.

“Gravamos as campanhas eleitorais com os candidatos, montamos os quadros e colocamos na nossa página do facebook as propostas de cada um. Está sendo bem legal o projeto, pois esse é o nosso primeiro ano participando”, observou a diretora. 

Os alunos participaram de treinamento para serem mesários e um grupo também foi até a Câmara de Vereadores de Paranaguá, onde foram recepcionados pela vereadora Isabelle Dias. “Eles conseguiram entender o que é e como é ser vereador. Ainda queremos também levá-los novamente para aprender o que é um projeto de lei para que possam viver essa prática no dia a dia”, disse Liliana.

Urnas eletrônicas foram montadas na escola especialmente para a eleição na quinta-feira, 23

Vereador mirim

Poderão ser eleitos de três a quatro vereadores mirins na escola Faria Sobrinho, os quais participarão de uma cerimônia de posse. Mas, as atividades do projeto não acabam por aí. “Ao final, eles vão apresentar uma proposta de um projeto de lei em uma sessão da Câmara de Vereadores, serão preparados para isso até o fim do ano”, disse a diretora.

Escola teve nove candidatos

Segundo a diretora, o Parlamento Jovem contribui para a formação de jovens mais conscientes sobre o seu papel na democracia e sobre a importância do voto.

“A iniciativa ajuda eles a entenderem por que querem ser vereadores, que podemos ter representantes novos, essa geração precisa entender a política para mudar os valores. É uma nova geração que não pode perder esse momento democrático. A escola deixa esses momentos na lembrança e também ajuda a levar o conhecimento para os pais em casa neste momento que é bem propício, pois teremos eleições neste ano”, lembrou a diretora Liliana.

Continuar lendo
Publicidade