conecte-se conosco

Educação

Comunidade escolar participa da eleição para diretores dos colégios estaduais

47 instituições de ensino realizaram o processo eleitoral no litoral

Publicado

em

Na quarta-feira, 7, aconteceu no Paraná a eleição para diretores dos colégios estaduais. No litoral, 47 instituições de ensino participaram do processo eleitoral e ficaram de fora os colégios cívico-militares. Neste dia, os pais foram convidados a ir às escolas para garantir o seu direito de voto.

Das escolas do litoral, nem todos tiveram duas chapas. “Àquela escola que tem chapa única é muito importante a participação do pai, pois o diretor precisa de 35% para garantir que ele será reeleito. Das 47 escolas estaduais no litoral, 10 optaram pela votação on-line e as outras de forma presencial”, explicou a professora Liliana Kffuri, chefe do Núcleo Regional de Educação.

A eleição seguiu das 8h às 21h. Participaram da eleição os membros das comunidades escolares, como: professores que estejam supridos na instituição de ensino; funcionários da instituição de ensino; responsáveis, perante a escola, pelo aluno menor de 16 anos; aluno com no mínimo 16 anos completos até a data da eleição. 

Segundo a Secretaria Estadual da Educação (Seed), cada pessoa apta a votar teve direito a um voto, mesmo que represente mais de um segmento da comunidade escolar ou mais de um aluno não votante.

Até a tarde de quarta-feira, a eleição transcorreu normalmente nas instituições do litoral, que abrange o Núcleo Regional de Educação. “A consulta até o momento está acontecendo de maneira tranquila no litoral. Há participação dos pais, mas precisamos que eles compareçam nas escolas para atingir o quórum e validar a votação. Até o momento não temos nenhuma ocorrência registrada”, informou a professora Liliana Kffuri, no período da tarde.

Os colégios cumpriram as medidas de prevenção por conta do novo Coronavírus. Candidatos, votantes e demais envolvidos tiveram que respeitar o distanciamento físico de 1,5 metros, uso de máscaras de proteção, higienização das mãos com álcool em gel.

“Foi uma luta para que tivesse essa democracia para eleger o diretor, do pai ser ouvido, pois ele faz parte da comunidade. Se a gente deixa de ir e votar, estamos nos omitindo do nosso dever. É muito importante que participem”, finalizou a chefe do Núcleo Regional de Educação.

*O resultado não havia sido divulgado até o momento do fechamento desta edição