conecte-se conosco

Economia

Produtores de alho parabenizam Receita Federal por combate à importação ilegal

Ofício enviado pela Associação Nacional dos Produtores de Alho ressalta importância do trabalho da Receita para manter competitividade do produto brasileiro

Publicado

em

A Associação Nacional dos Produtores de Alho (Anapa) enviou um ofício parabenizando a Receita Federal pelo trabalho desenvolvido na fronteira com a Argentina. Nos últimos 20 dias, a Receita Federal, em ação conjunta com outros órgãos, evitou que mais de 72 toneladas de alho ingressassem ilegalmente no Brasil. 

No ofício, a Anapa destaca que os produtores nacionais de alho vêm sofrendo com as importações ilegais de alho principalmente oriundos da China, mercadoria que recebe uma taxação extra (medida antidumping) para que possa concorrer em igualdade de condições com a produção brasileira.  

A Anapa parabeniza no documento a atuação que vem sendo realizada pela
Receita Federal, especialmente na região de Dionísio Cerqueira (SC) “(…) que preserva a continuidade de mais de 290 mil postos de trabalho diretos e indiretos em todo território nacional” gerados pela produção de alho no País. A associação também destaca que a melhoria nas condições de concorrência permitiu que nos últimos três anos o incremento na produção local permitiu que o produto brasileiro consiga hoje suprir dois terços da demanda nacional. 

No total, quatro carretas carregadas com alho foram apreendidas pela Receita Federal no Paraná e Santa Catarina nos últimos 20 dias. Com dados fornecidos pelo setor de inteligência da Receita, as apreensões foram realizadas em trabalhos conjuntos com a Polícia Militar de Santa Catarina, a Polícia Rodoviária Federal e o Batalhão de Polícia de Fronteira do Paraná. O alho apreendido foi doado para as prefeituras de Cascavel, Toledo e instituições de ensino, como a Unioeste, para ser utilizado na merenda escolar.

Seção de Comunicação Institucional e Cidadania Fiscal – Sacin

Superintendência Regional da Receita Federal na 9ª RF – Paraná e Santa Catarina