conecte-se conosco

Economia

Iguá apresenta os resultados operacionais dos últimos cinco anos e estratégia de crescimento

Durante o Iguá Day foram destacados projetos sustentáveis e com foco em inovação

Publicado

em

A Iguá Saneamento reuniu na quinta-feira (12), em São Paulo, representantes de bancos, fundos e investidores em geral no Iguá Day, evento para apresentar ao mercado resultados operacionais e financeiros, que mostram o crescimento exponencial da companhia nos últimos anos e a consolidam como um dos principais players do setor no Brasil. Durante o evento, o presidente do conselho, Paulo Mattos, traçou um histórico desde o início, em 2017, com a entrada da IG4 Capital como controladora da gestão, passando pela chegada de acionistas como AIMCo e CPP Investments, até o momento atual. De lá para cá, de acordo com o executivo, a ação da companhia passou de R$ 3,75 a R$ 9,66.

Além de Mattos, o evento reuniu as principais lideranças do grupo e membros do conselho administrativo. Os executivos mostraram ao mercado os focos de trabalho da companhia para os próximos anos, a partir dos quatro pilares estratégicos que têm direcionado toda a trajetória da Iguá desde sua criação: regulatório, novos negócios, sustentabilidade e eficiência operacional. “Essa ação é importante para pontuar o papel da Iguá no saneamento e estreitar ainda mais o relacionamento com o mercado, que terá um papel fundamental para viabilizar os investimentos necessários”, disse o presidente da Iguá, Carlos Brandão.

O objetivo é, por meio de uma atuação 100% técnica, promover desenvolvimento sustentável ancorado na visão compreensiva dos aspectos ESG, de forma a criar e aplicar soluções que gerem valor de longo prazo e contribuam ativamente para a universalização do saneamento e a segurança hídrica no país.

“A Iguá é hoje uma das maiores empresas de saneamento do Brasil, num setor com potencial para avançar ainda mais. O pipeline continua sólido e avançando. A companhia vem entregando o que promete, com crescimento expressivo desde 2017. A governança da Iguá é top de linha, uma das melhores do mercado, uma referência. A performance operacional e financeira é consistente. Mesmo na pandemia, ficou comprovada a resiliência do negócio”, afirmou Brandão.

Ao longo de 2021, a empresa investiu mais de R$ 468 milhões em novos ativos e melhorias, alcançando resultados expressivos e moldando uma nova realidade para o setor, com 38 mil novas economias de esgoto e mais de 11 mil ligações de água. Tudo isso com uma receita líquida ajustada 20,7% maior, em comparação ao ano de 2018. “Estamos mostrando seriedade, solidez, foco e entrega de resultado. Se tirarmos uma fotografia hoje e compararmos com dois anos atrás, após o lançamento do novo marco, estamos em outro patamar”, avalia o CEO.

Este cenário confirma a posição da Iguá entre as maiores no setor e a necessidade da criação de estratégias que fortaleçam e preparem a companhia para um novo ciclo de crescimento. Ainda mais com a evolução das oportunidades destravadas pelo Marco Regulatório do Saneamento. São mais de R$ 9 milhões em projetos de concessão plena e Parcerias Público-Privada (PPPs) até 2033.

Rio de Janeiro

Vencedora do maior leilão já realizado em saneamento no Brasil, a Iguá tem como meta transformar a realidade do Rio de Janeiro já nos primeiros anos de atuação. Tanto que os principais projetos de investimentos a serem executados pela companhia nos primeiros anos da operação já tiveram avanços significativos ao longo de 2022. Nos primeiros meses de operação plena já foram implementados sistemas de automação e telemetria, além de terem sido restauradas as estruturas civis, mecânicas e elétricas de oito Estações Elevatórias e da Estação de Tratamento de Esgoto da Barra.

A recuperação do Complexo Lagunar, na Baixada de Jacarepaguá, é parte central do propósito de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil. Dada a relevância social e ambiental dos investimentos a serem realizados, diversas instituições têm demonstrado interesse em apoiar o projeto. A previsão é que mais de R$ 250 milhões sejam investidos na dragagem das áreas assoreadas, na disposição adequada do lodo e no monitoramento dos rios e cursos afluentes por meio de 50 estações distribuídas ao longo da rede hidrográfica.

ESG

Durante o evento, a Iguá reforçou sua ambição de ser um catalisador de transformação social e ambiental, e apresentou todas as ações direcionadas para a preservação dos recursos naturais, enfrentamento às mudanças climáticas, estímulo à diversidade, compromisso com a transparência, combate à corrupção, entre outras iniciativas. O plano estratégico de sustentabilidade da companhia (SERR) permeia todo o modelo de negócio da Iguá, permitindo a criação de valor através de três alavancas principais: mitigação de riscos, impacto direto no fluxo de caixa e menor custo de capital.

Em 2021, o grupo foi o primeiro do setor a se comprometer com a redução de suas emissões de carbono junto ao Science Based Target Initiative (SBTi). Como integrante da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, a Iguá também aderiu publicamente a Agenda 2030, lançada no início deste mês. Na ocasião, a companhia se tornou signatária dos Movimentos Elas 2030, Ambição Net Zero, +Água, reforçando sua atuação efetiva pela equidade de gênero, redução de emissões de carbono, universalização do saneamento e segurança hídrica.

“Diante de tudo isso, é possível afirmar que após quase cinco anos de existência, a Iguá conseguiu mostrar consistência, solidez, seriedade e capacidade de entrega. Reduzimos perdas, aumentamos a cobertura de esgoto e investimos”, finaliza Brandão.

Sobre a Iguá Saneamento

Companhia controlada pela IG4 Capital, a Iguá atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário por meio de concessões e parcerias público-privadas. Uma das principais empresas do setor no país, está presente em 39 municípios de seis estados brasileiros – Alagoas, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Paraná – com 18 operações que beneficiam cerca de 7,1 milhões de pessoas. A Iguá tem quatro pilares essenciais que orientam as ações de sustentabilidade em todas as suas unidades, constituindo o planejamento estratégico SERR: Segurança hídrica; Eficiência na gestão do ciclo da água; Responsabilidade na coleta e tratamento de esgoto e Respeito às pessoas. Signatária da Rede Brasil do Pacto Global (iniciativa da Organização das Nações Unidas), a companhia aderiu aos movimentos +Água, Elas Lideram 2030 e Net Zero do programa Ambição 2030, além de se comprometer publicamente, junto ao Science Based Target Initiative (SBTi), com a redução das emissões de carbono até 2030. Neste ano, recebeu pela Climate Bonds Initiative (CBI) a certificação do primeiro título verde da América Latina para infraestrutura hídrica. Em 2021, ganhou reconhecimento pela excelência em gestão e serviços com o Prêmio Nacional de Qualidade no Saneamento (PNQS). Também foi eleita pelo quinto ano consecutivo uma ótima empresa para se trabalhar pela consultoria Great Place to Work (GPTW). Atualmente, emprega aproximadamente 2 mil pessoas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo em que atua: em tupi-guarani, “ig” quer dizer água. www.igua.com.br.

Fonte: Paranaguá Saneamento