Connect with us

Economia

Comércio de Paranaguá poderá abrir na sexta e sábado para compras do Dia das Mães

Lojas poderão ficar abertas até 20h. Mercados e floriculturas abrirão no domingo até 13h.

Publicado

em

A Prefeitura de Paranaguá vai autorizar o funcionamento do comércio local na sexta-feira, 8, e no sábado, 9, para que possam ser feitas compras para o Dia das Mães. Para os lojistas do varejo o Dia das Mães é a segunda data com maior movimento em vendas do ano, ficando atrás somente do Natal. Os estabelecimentos deverão funcionar, no máximo, até 20h. Mercados e floriculturas também poderão abrir as portas, excepcionalmente, neste domingo, até 13h.

O presidente do Sindicato dos Lojistas de Paranaguá (Sindilojas), Said Kaled Omar, comemorou a autorização da abertura do comércio. Avisou que todos os cuidados já vem sendo tomados pelas empresas para prevenir a doença. “Já usamos álcool em gel, máscara e o distanciamento entre as pessoas. As lojas também não liberam a entrada de muita gente e acabam até organizando fila do lado de fora”, comentou o dirigente.

Said destaca ainda a facilidade de diálogo com o prefeito Marcelo Roque neste momento, afirmando que a classe empresarial reconhece a singularidade deste problema, que é mundial.

“Tem gente que já suspendeu funcionário, deu férias e já está chegando no limite de mandar embora. E não queremos isso. O pessoal já se animou com a abertura autorizada nesta semana”, declarou o comerciante.

Said comentou que muitos empresários estão buscando se reinventar neste período de crise, passando a usar novas ferramentas para atingir os clientes, como o Whatsapp e sites, por exemplo.

“É nas crises que as pessoas repensam as formas de ganhar dinheiro. Vamos sair dessa com sucesso”, aposta o empresário.

A fiscalização nestes estabelecimentos que abrirão será intensificada pelo município, para que todas as normas de segurança sejam respeitadas e assim evitar a proliferação da doença. É responsabilidade das empresas controlar a lotação, organizar fila com distanciamento, bem como os estabelecimentos deverão, obrigatoriamente, aumentar a frequência de higienização das superfícies e aumentar a circulação de ar.

Com informações SECOM/PMP

Continuar lendo