Connect with us

Cultura

Secultur oferece oficinas culturais on-line

Mais de 50 vídeos já foram publicados no canal do YouTube

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo está oferecendo oficinas culturais on-line durante a pandemia. Mais de 50 vídeos já foram publicados no canal do YouTube, juntamente com os vídeos do projeto Cultura na Rede.

As ações foram concentradas para facilitar o acesso. Os novos vídeos do edital devem ser publicados até o fim de semana. Na página, é possível encontrar os trabalhos do  projeto Cultura na Rede e das Oficinas que são ministradas pelos instrutores.

Uma das oficinas é de capoeira, ministrada pelo Mestre Walter. Ele conta que nos vídeos é possível conhecer a questão histórica da capoeira, passando algumas noções dos primeiros passos para que as pessoas compreendam a questão dos movimentos. “O principal objetivo é manter viva a tradição da cultura popular que nos foi deixada pelos escravos, passada adiante por gerações”, ressalta.    

Outra oficina on-line é a de teatro ministrada por Jhonata Coelho. Ele ressalta que diante desse momento delicado da pandemia muitas atividades culturais foram suspensas no início do ano. “Mas, agora depois de muita discussão entre oficineiros e a Secultur conseguimos nos adequar a essa nova ferramenta Cultura na Rede no YouTube. O teatro, assim como todas as atividades artísticas culturais, são importantíssimas para o desenvolvimento humano. Com o teatro, ampliamos as nossas percepções do mundo ao nosso redor, além de adquirirmos mais repertório cultural”, explica.

Professor Welington Freire ministra oficina de piano

A oficina de técnica vocal já disponibilizou três videoaulas. O professor Wanderlem Silva falou sobre seu trabalho. “Quando a gente canta, vive um momento único: nos expressamos, dividimos emoções. Durante a pandemia, nosso principal objetivo é aprender que todos temos o direito de cantar, do nosso jeito (bonito ou feio, afinado ou não). Claro, as aulas também vão ajudar a melhorar o desempenho, mas o que a gente quer é que o povo solte o gogó e se divirta, de estresse já basta a pandemia”, enfatiza o professor.

Quem também ministra oficina de capoeira é o professor Rafael Miquiline. Ele conta que tenta passar a capoeira como se estivesse realmente ali. “No caso do vídeo eu tento pegar bem os detalhes da aula, eu converso bastante mostrando as posições. Além da ginga, a intenção maior é fazer quem está do outro lado da tela se locomover. Essas oficinas on-line representam uma iniciativa bem legal, pois está ajudando os artistas a sobreviver. É uma experiência nova e adaptável”, conta.

Professor Sidney Pontes ministra oficina de violino

Para encontrar a página no YouTube basta buscar por CULTURA NA REDE Paranaguá.