Connect with us

Coronavírus

Parnanguaras matam a saudade dos pastéis do mercado

Movimento aumentou nas últimas semanas

Publicado

em

Os permissionários que atuam no Mercado Municipal do Café destacam que o movimento cresceu nas últimas semanas. O espaço segue as medidas adotadas pelos órgãos de saúde, com a redução de mesas, uso de máscaras e álcool em gel.  

O movimento vem aumentando gradativamente tanto na parte da manhã como à tarde. Joice Viana trabalha no Mercado há dois anos e vem sendo testemunha do aumento no movimento. “Ainda não temos turistas por causa da pandemia, mas as pessoas que moram em Paranaguá e nas ilhas têm vindo com mais frequência tomar o café da manhã no Mercado. O horário de maior movimento é das 9h às 10h”, conta a atendente.

Joice Viana trabalha no mercado há 2 anos e conta que os parnanguaras estão indo com mais frequência

Muitos parnanguaras estão indo matar a saudade dos tradicionais pastéis. Afastados do local por causa do pico da pandemia, ocorrido no mês de julho, agora sentem-se mais confiantes em poder passear na própria cidade. Exemplo disso é o casal Ana Paula Pedro e Augusto Cesar Pinheiro, que ficou alguns meses longe de algumas coisas que gosta, como por exemplo, desfrutar um café da manhã no Mercado. “O Mercado é um local aprazível  que nos faz sentir bem. Voltar aqui é algo que nós esperávamos. O importante é prestigiar o que é nosso e continuar se cuidando”, ressalta Ana Paula.

O casal Ana Paula e Augusto Cesar ficaram alguns meses longe do mercado

Os amigos Ederaldo dos Passos Miranda e Roberto Bastos são clientes do Mercado há mais de 30 anos. “Agora já podemos voltar a bater-papo com os amigos e saborear os bolinhos. Isso faz parte da vida dos parnanguaras”, contou Miranda.

Os amigos Ederaldo dos Passos Miranda e Roberto Bastos são clientes do mercado há mais de 30 anos

A garçonete Beatriz Correa trabalha na pastelaria Kubo e também confirma que o movimento vem aumentando. “O mais importante é que estamos seguindo as normas de segurança e os clientes se sentem seguros com isso. E dessa forma podem voltar a degustar os pastéis”, aponta.

Por falar em pastéis, o permissionário Sergio Kubo e sua esposa Deise Martins Kubo também confirmam a nova fase de retomada nas vendas. “Os parnanguaras são nossos principais clientes o ano todo, e nesse momento eles reafirmam isso”, aponta Kubo, enquanto prepara a massa.

Pastelaria kubo destaca que os parnanguaras são os principais clientes o ano todo