conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Programa Estadual destina R$ 500 mil em cirurgias eletivas apenas para Guaratuba

Objetivo é desafogar fila de cirurgias eletivas gerada pela pandemia

Publicado

em

Foto: Divulgação/Prefeitura de Guaratuba

As cirurgias eletivas foram suspensas em todo o Brasil, em 2020 e 2021

O município de Guaratuba fez adesão ao Programa Opera Paraná que pretende desafogar a imensa fila de cirurgias eletivas gerada pela pandemia.

Só para Guaratuba foram destinados quase R$ 500 mil em cirurgias eletivas que se dividem nas especialidades: sistema osteomuscular, aparelho digestivo, aparelho da visão, aparelho geniturinário, vascular, vias aéreas superiores e do pescoço.

As cirurgias eletivas foram suspensas em todo o Brasil, em 2020 e 2021, para garantir leitos, insumos e medicamentos aos pacientes com Covid-19. Neste ano, o governo do Paraná triplicou o orçamento anunciado anteriormente para Cirurgias eletivas, que são procedimentos que não põem em risco a vida do paciente se não forem realizados, mas que podem piorar o quadro clínico se demorarem, como no caso de catarata ou pedra na vesícula.

Segundo o deputado Estadual, Nelson Justus, que intermediou a adesão do município ao programa, o apoio do Governo de Estado é fundamental para a retomada da saúde, pois durante a pandemia o serviço foi direcionado exclusivamente à Covid-19, o Estado é parceiro, e o secretário Beto Preto teve a sensibilidade de enfrentar esse problema.

O secretário Municipal da Saúde, Gabriel Modesto, disse que o Governo do Estado pediu para que cada município indicasse sua maior necessidade de cirurgia eletiva. “Vamos dar bastante vazão a demanda reprimida de cirurgias eletivas, são R$ 500 mil investidos em cirurgias somente para moradores de Guaratuba durante esse ano, o que vai permitir diminuir a fila e dar mais qualidade de vida a quem ficou na espera durante a pandemia”, ressaltou o secretário.

Fonte: Prefeitura de Guaratuba