conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Maternidade Maria de Lourdes Elias Nunes será ampliada e reformada em Paranaguá

Estado construirá também o Ambulatório Médico de Especialidades do Litoral

Publicado

em

Na quinta-feira, 7, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior e o secretário de Estado da Saúde, César Neves, estiveram em Paranaguá, no Estádio Fernando Charbub Farah, anunciando uma série de investimentos na cidade-mãe do Paraná, incluindo o investimento de mais de R$ 11,6 milhões para ampliação e reforma da Maternidade Maria de Lourdes Elias Nunes, orçada em R$ 5.524.682,70, e para o Ambulatório Médico de Especialidades do Litoral (AME) que ficará localizado na antiga Santa Casa da Misericórdia, com investimento orçado em R$ 6.152.564,20, ambos prédios anexos ao Hospital Regional do Litoral (HRL).

Segundo o governador Ratinho Júnior, as obras são importantes para a saúde de Paranaguá e do litoral, atendendo, por meio do AME, por exemplo, nove especialidades médicas que serão ofertadas no espaço. “São investimentos robustos e que expandem e fortalecem a regionalização da Saúde no Estado”, explica. “Isso evita com que essas pessoas tenham que ir para Curitiba ou qualquer outro lugar fazer este tipo de consulta. Este AME ficará em Paranaguá e vai atender todo nosso litoral. Este é um projeto de descentralização da saúde do Estado e Paranaguá, como nossa cidade-mãe, nós temos que cada vez mais investir cada vez mais em saúde com esses projetos que por muito tempo ficaram parados”, complementa.

Secretário detalha investimentos

“Nós estamos trazendo, além dos recursos financeiros liberados pelo nosso governador Ratinho Júnior, um projeto já gestado lá atrás pelo nosso secretário, Beto Preto, na ordem de quase R$ 12 milhões, recursos que serão investidos na ampliação e reforma da nossa Maternidade e também para nosso AME”, afirma o secretário de Estado da Saúde, César Neves. “Quanto à maternidade, é um ganho infindável para as mães do município de Paranaguá. Nesse espaço nós teremos 23 novos leitos de enfermaria, mais cinco salas de pré e pós-parto, trazendo conforto, segurança e, principalmente, um parto mais humanizado para as mães de Paranaguá”, acrescenta.

Maternidade Maria de Lourdes Elias Nunes terá 23 novos leitos de atendimento a gestantes com investimento de R$ 5,5 milhões

O gestor de Saúde afirma que a construção do AME pretende desafogar ainda mais o HRL para que se possa abrir ainda mais leitos na unidade de referência no litoral. “Com isso teremos mais leitos, mais equipamentos de diagnóstico e, com isso, deixamos ambulatórios e consultas especializadas para o nosso AME, que não é um projeto isolado, ele faz parte do grande projeto da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio do nosso governador, de construção de nove AME´s  no Paraná”, detalha.

“O AME de Paranaguá terá 15 salas de especialidades, mais uma clínica de fisioterapia e a parte administrativa. Não tenho dúvida de que será um grande ganho, não só do ponto de vista assistencial, mas principalmente na melhoria da qualidade e humanização no atendimento às famílias de Paranaguá”, afirma Neves.

Prefeito destaca benfeitoria na saúde do litoral

O prefeito de Paranaguá e presidente da Associação dos Municípios do Litoral do Paraná (Amlipa), Marcelo Roque comemorou os investimentos em saúde feitos pelo Governo do Estado, destacando a satisfação em ver a Maternidade, que leva o nome da sua mãe, ser revitalizada em Paranaguá, destacando que a edificação foi construída pelo então prefeito Mário Roque. “A maternidade foi feita pelo meu pai em 2000, foi uma luta grande dele, ele sofreu muito para ter um local adequado para as crianças nascerem no município. Muitos não sabem, mas eu não conheci minha mãe, quando ela faleceu eu tinha dois anos de idade e ela morreu devido ao parto na antiga Santa Casa por falta de estrutura. Essa foi uma briga grande do meu pai e em 2001 ele inaugurou a Maternidade Maria de Lourdes Elias Nunes, levando o nome da minha mãe, e ela funcionou até 2004”, explica, lamentando a desativação do espaço na época. “Hoje com muito orgulho, graças ao secretário Beto Preto e ao governador, são R$ 6 milhões que irão revitalizar aquele espaço importante”, ressalta Roque. 

“A antiga Santa Casa, que foi nosso hospital por muito tempo, que depois se tornou a Biblioteca Mário Lobo, que existe ainda funcionando em um departamento do município, que não acabou ainda, então não falem bobagem por aí, pois ela continua sendo utilizada, terá o local funcionando como o AME com cerca de R$ 5 a R$ 6 milhões em investimentos para muitas pessoas que precisam sair às 5h da manhã para fazer um exame na capital, muitas delas sem recursos para fazer um tratamento difícil, que é como nós fizemos com o Erasto Gaertner aqui”, afirma o prefeito, destacando que o ambulatório será não somente destinado à população parnanguara, como aos 300 mil habitantes do litoral.

AME, que ficará localizado na antiga Santa Casa, terá investidos recursos de R$ 6,1 milhões e oferecerá nove especialidades médicas a moradores do litoral

Coordenador do litoral

O coordenador regional do Litoral do Paraná do Governo do Estado, Arnaldo Maranhão, salientou que o governador Ratinho Júnior traz investimentos contínuos ao litoral, citando diversas benfeitorias “Temos um governador hoje que está investindo no litoral, que deixou as promessas de lado e está colocando na prática, basta ver a orla de Matinhos, a ponte de Guaratuba que sairá do papel e agora a nova ponte da Ilha dos Valadares, onde muitos governos passaram e ficaram na promessa. Também, não menos importante, a revitalização da Praça da Fé orçada em R$ 2 milhões, a nova Maternidade em R$ 6 milhões, o novo Ambulatório Médico de Especialidades (AME), onde hoje a população precisa ir a Curitiba tratar de determinadas especialidades e que vai ser realidade aqui também no HRL”, acrescenta.

“Temos um governador que investe, estamos lado a lado aqui na coordenação do Litoral, acompanhando investimentos nos sete municípios do litoral do Paraná”, finaliza Arnaldo Maranhão. 

Assinatura feita da formalização dos investimentos na saúde pública de Paranaguá e do litoral (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)