Connect with us

Ciência e Saúde

Mais de 700 doses contra Poliomielite foram aplicadas no Dia D de vacinação em Paranaguá

Campanha continua em todas as unidades básicas de saúde

Publicado

em

doses

O Dia D de Mobilização Nacional de Vacinação aconteceu no sábado, 17, com adesão da população. Só em Paranaguá, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, foram aplicadas 711 doses da vacina contra Poliomielite e 360 doses contra o Sarampo. O objetivo é atualizar a caderneta de vacinação de toda a família e imunizar, principalmente, crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade.

As campanhas seguem até o dia 30 de outubro. A campanha de Multivacinação contra a Poliomielite tem como público-alvo as crianças a partir de 12 meses a menores de cinco anos de idade. A meta é atingir 95% de cobertura vacinal, considerando uma população estimada em 583.962 crianças em todo o Paraná.

A Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá afirmou que, mesmo durante a pandemia, a adesão das famílias foi bastante positiva.

“Não há como precisar no momento quantas doses relacionadas à multivacinação, pois se trata de atualização de vacinas faltantes na carteira de vacinação individualmente, mas a demanda também foi positiva”, informou a secretaria. No dia 7 de novembro, haverá uma nova ação para mais um Dia D de vacinação no município.

Unidades de saúde

Aqueles que não compareceram às unidades de saúde no último Dia D podem procurar pelas doses de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Todas as unidades básicas de saúde em Paranaguá participam da campanha.

“Os pais ou responsáveis podem sanar suas dúvidas na unidade mais próxima de sua residência com a carteira de vacinação da criança e/ou adolescente. Como é necessário verificar na carteira de vacinação as doses faltantes e orientar o cidadão quanto à atualização e sobre a Poliomielite, é importante que o interessado se dirija até a unidade. É importante lembrar também do público-alvo de 20 e 49 anos na Campanha de Vacinação contra o Sarampo”, ressaltou a Secretaria de Saúde.

A Poliomielite é também chamada de paralisia infantil, uma doença contagiosa causada por um vírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e provocar ou não paralisia.

O Paraná não registra casos de pólio desde 1987 e o Brasil desde 1990. Em 1994, o País recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem.