conecte-se conosco

Cidadania

Prefeitura de Paranaguá inaugura a Central de Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais

Prefeito Marcelo Roque, secretária de Assistência Social Gisele, vereadora e autora do projeto Isabelle Dias, e convidados descerrando a placa de inauguração

Publicado

em

A Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, inaugurou na tarde de quinta-feira, 16, a Central de Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) – que terá o nome Bruna Pivato, localizada na Rua Baronesa do Cerro Azul, número 2.382, no bairro Palmital.

O espaço, de uso público, será voltado para pessoas com deficiência auditiva, o que representa garantia de maior acessibilidade aos eventos e serviços públicos no município.

A solenidade contou com a presença do prefeito Marcelo Roque, da secretária municipal de Assistência Social, Giseli Cristina da Silva, da vereadora e autora do projeto, Isabelle Dias, dos vereadores Oseias Bisson, Welington Frandji e Bruno Miguel, dos secretários municipais João Carlos Silva (segurança), Tenile Xavier (Educação) e Camila Roque (Comunicação), membros da comunidade surda e convidados.

A vereadora Isabelle Dias, propositora da Lei 4031/2021, que tornou o equipamento uma realidade no município,  se emocionou ao comentar sobre a instalação da Central de Libras

A vereadora Isabelle Dias, se emocionou ao comentar sobre a instalação da Central de Libras. “Tenho aqui ao meu lado a secretária Gisele, que deu o pontapé inicial e também o prefeito Marcelo Roque, que tanto me apoia, bem como a comunidade surda. A Central de Intérpretes de Libras vai auxiliar muito no atendimento à comunidade, e é um direito linguístico de acessibilidade de atendimento em todos os lugares públicos locais públicos, seja para denúncia a mulher vítima de violência que vem buscar esta ajuda, e este canal vai tornar este atendimento possível e acessível. Então é muita gratidão, pois há muitos anos estamos por esta espera, é um momento maravilhoso e de muita emoção. Agradeço a cada um de vocês que contribuíram para este sonho se tornar realidade”, destaca Isabelle. Ela teve como intérprete a assessora bilíngue Maria Eunice.

“É um dia importantíssimo para todos nós”, enfatizou o Prefeito Marcelo Roque

O prefeito Marcelo Roque destacou ser um dia importante para o município. “É um dia importantíssimo para todos nós. Primeiro que já foi uma vitória a Isabelle se eleger vereadora em nosso município, e depois, pelo trabalho que ela vem realizando na câmara municipal, nesta questão social, na questão dos surdos e dos deficientes. Hoje estamos inaugurando a Central de Libras em nosso município, mas que atenderá vários segmentos também. Ficamos felizes de poder contar com este projeto de lei que nós mandamos para câmara, uma indicação da vereadora Isabelle, que será de grande utilidade para nossa comunidade de surdo. Quero também destacar o empenho da Gisele para que isso realmente acontecesse e a câmara que aprovou este importante projeto”, disse Marcelo Roque. “Tenho certeza que a Isabelle possui vários projetos que podem ser implantados pela câmara municipal e pelo executivo, e que vão de encontro a todas essas minorias, posso dizer assim, que precisam de um atendimento especial, e isso nós estamos fazendo. Inaugurar um prédio de concreto armado é muito fácil, mas quando você mexe com a vida das pessoas, com o cotidiano de todos e muito mais importante.  Fico feliz nesse dia de hoje poder inaugurar este espaço que vai se chamar agora Bruna Pivato. Parabéns a todos, parabéns à Isabelle e parabéns à Câmara de Vereadores”, completa Marcelo Roque.

Secretária de Assistência Social,  Gisele Cristina, enfatizou a importância do espaço

A secretária de Assistência Social enfatizou a importância do espaço para o atendimento das pessoas surdas. “Nós que imaginava surpreender a comunidade surda, fomos surpreendidos com a questão da logomarca que nós não conhecíamos que era utilizada, e agora o prefeito disse que vai constar o nome da Bruna Pivato, na nossa placa de inauguração”, externou Gisele.

Homenagem

Bruna Pivato da Mata e Silva, foi uma defensora dos direitos dos surdos. Aos três anos de idade, perdeu totalmente a audição por sequela de uma meningite. Teve também anemia falciforme. Mesmo com as consultas médicas tomando parte do seu tempo, estudou muito e seu ideal foi participar o máximo possível nas atividades comuns às crianças e jovens.

Ela estudou no Cedap – escola especial para surdos em Paranaguá. Concluiu o ensino médio no Colégio Arthur Miranda, formou-se em Pedagogia e Letras Libras. Sempre buscava novos conhecimentos e puxava quem estava próximo, tivesse ou não, limitações.

Os empecilhos eram impulso para a superação. Seu exemplo motivava os amigos surdos e os demais a também buscar melhorias. Passou em um concurso, trabalhou na Secretaria de Educação, foi professora de Libras, sempre disposta a ajudar quem precisava. Com informações da Pascom Diocese de Paranaguá